Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Sex | 30.10.20

Curiosidades sobre mim #3

ASMR ou massagens cerebrais

Purpurina
  ASMR (Autonomous Sensory Meridian Response, ou, "resposta sensorial meridiana autónoma") é uma sensação de relaxamento intenso sentido na parte de trás da cabeça. Parece que sinto isto desde sempre, mas só recentemente, quando encontrei vídeos no Youtube dedicados a isto, percebi o que era. Lembro-me perfeitamente da forma como me sentia relaxada ao ouvir o som do giz no quadro, quando uma professora de matemática escrevia os exercícios. Ela tinha uma forma muito suave (...)
Qua | 28.10.20

Covid-19 - Mudei de opinião sobre este assunto

Purpurina
  Quando tudo começou, ainda na China, começaram a soar alarmes na minha cabeça. Sou hipocondríaca e penso nas questões de saúde de uma forma exagerada. Quando o Covid-19 chegou à Europa, deixei de cumprimentar pessoas e de ir a convívios com muitas pessoas. Adiei viagens muito antes de tudo parar. Agi pelo medo e creio que isso era compreensível. Passei a desinfetar comida e a afastar-me das pessoas na rua. Aplaudi o confinamento e encarei-o como um sacrifício de poucos (...)
Sab | 24.10.20

Eduardo #8

O entusiasta

Purpurina
O Eduardo, com 2 aninhos acabados de fazer, está naquela fase fantástica em que se mostra eufórico a toda a hora. - Sempre que fica algum tempo sem me ver, ou ao pai, ou às irmãs, dá gritos de alegria quando nos volta a ver. - Quando encontramos amigos e familiares, corre para o colo deles e para os abraçar; - Dá gritos de alegria quando vê comida, quando lhe dou comida ou quando falamos em comida; - Se estiver para aí voltado, agarra-me na cara e dá-me muitos beijos (...)
Qua | 21.10.20

Lara #40

Quem vê caras...

Purpurina
A Lara foi passear com o pai. Quando regressam, pergunto à Lara, depois de falar um bocadinho com ela: "Então e o pai, divertiu-se?" Responde ela: "Divertiu." "Como é que sabes?", pergunto. "Ele estava com boa cara."
Dom | 18.10.20

Lara #39

A coordenadora

Purpurina
No sábado estivemos a fazer limpezas cá em casa.  Antes das limpezas expliquei à Lara que se conseguíssemos limpar tudo antes do fim da tarde, podíamos ir passear. Mas, para que tudo corresse bem era necessário que ela e os irmãos colaborassem. Expliquei-lhe que, por ser a mais crescida, teria uma grande influência no sucesso do nosso plano, pois os irmãos haviam de a querer seguir e imitar. Pedi-lhe que arrumasse os brinquedos do quarto e da sala com os irmãos, e fui (...)
Sex | 16.10.20

Maria #46

Purpurina
Depois da Maria ter passado o dia com os avós, estamos a ter as habituais conversas sobre se se divertiu, o que fez, o que comeu, etc. "Então Maria, o que comeste na casa da avó?" "Pães leitosos." responde a Maria. "O que são pães leitosos?", pergunto. Responde a Maria, de sobrolho franzido:  "Então não sabes o que são pães leitosos? São pães de vaca."
Qua | 14.10.20

Maria #45

Os idosos

Purpurina
Recentemente, a professora da Maria falou sobre os idosos na sala de aula.  Vestiu-se de velhinha e deve ter interpretado o seu papel com tanto talento que a Maria ficou bastante impressionada. Desde então faz-me muitas perguntas sobre os idosos. Quem são os idosos, quais as suas características, se eu conheço idosos, e por aí fora. No outro dia, estávamos a vir da escola a pé, quando uma senhora de bengala e cabelo branco (por acaso, idosa) saiu de um autocarro e ficou a (...)
Seg | 12.10.20

Este livro, que me atingiu como uma rajada de humanidade, devia ser de leitura obrigatória

"Dentro do Segredo", de José Luis Peixoto

Purpurina
Agora que o li, penso que demorei demasiado tempo a fazê-lo. Ou talvez não, talvez o tenha lido exatamente na altura certa, para o poder compreender melhor e para melhor o poder encaixar na minha perspetiva, tão pessoal, daquilo que é o mundo e daquilo que é a humanidade. Sempre gostei de livros que relatam viagens. Gostei especialmente do "Sete anos no Tibete", por retratar uma sociedade e uma forma de estar e pensar tão diferentes da minha. De facto, quanto maior é a distância (...)
Sex | 09.10.20

Eduardo #7

Açúcar e Pimenta

Purpurina
É um rapazinho muito maroto, enérgico e alegre. Vem da escola quase todos os dias com um arranhão, uma dentada ou uma nódoa negra nova. Muito mais do que as irmãs. A julgar pelo que vejo em casa, é fácil adivinhar o que acontece mas, pelo sim pelo não, confirmei com a educadora e auxiliares da escola. O Eduardo gosta de se mandar para cima das outras crianças, roubar brinquedos e, eventualmente, aplicar-lhes uns carolos na cabeça. Eu explico-lhe todos os dias que não se (...)
Seg | 05.10.20

O primeiro TPC da Lara

Purpurina
Veio dentro de uma capinha de plástico, na mochila. Consistia em fazer a letra P manuscrita, maiúsculas e minúsculas. Já vinha tudo feito pela Lara, na sala de estudo da escola. Maravilha! Para já, a minha relação com os TPC é muito boa. 
Sab | 03.10.20

10 coisas que não compro mais

Purpurina
Há algum tempo que tento praticar o minimalismo e o desapego de coisas materiais. Os motivos são vários, mas o principal é o facto de acreditar que ter muitas coisas não só enche a casa como também enche a mente.  Ainda tenho um longo caminho pela frente até ter apenas o essencial, mas creio que já evoluí o suficiente para fazer um texto sobre as coisas que já não compro. 1- Bijuteria ou jóias Tenho alguns fios, alguns anéis e uns 2 pares de brincos. Tudo de prata. Uso (...)
Qua | 30.09.20

A entrada para o 1º ano da escola primária

Nos anos 80

Purpurina
  Lembro-me vagamente do meu primeiro dia de escola. Lembro-me de estar num pavilhão grande cheio de pessoas, com a minha mãe, e a determinada altura chamarem o meu nome para me juntar a um grupo de crianças que seriam da minha turma. Havia muitas crianças a chorar e eu não entendia porquê.  Eu não chorava. Eu nem percebia bem o que estava a acontecer. Tinha 5 anos e não me recordo de me terem falado muito na escola. Não estava receosa nem entusiasmada. Não sabia bem ao que (...)
Seg | 28.09.20

Coisas fofas destes tempos de pandemia

Purpurina
  Cumprimentarem-me, pelo nome, quando me cruzo com pessoas em locais fechados e estamos todos de máscara. Acho o máximo e até fico emocionada. Por vezes fico um pouco a olhar para a pessoa que me disse olá para tentar perceber quem é, mas nunca me enganei. Calculo que não seja muito difícil reconhecerem-me pelo olhos mas, mesmo assim, acho adorável que consigamos identificar as pessoas pelo jeito de andar, pelos gestos, pelo olhar e por uma série de coisas que nos diferenciam. (...)
Qui | 24.09.20

O segredo mais bem guardado para fazer um menino de 2 anos adormecer sozinho

Purpurina
Três filhos depois, deparo-me com questões que já deviam ter sido ultrapassadas há muito tempo. Uma delas será: "Como deixar de embalar um rapazito de dois anos e habituá-lo a dormir sozinho?" A Lara, a mais velha, foi habituada a ser embalada para dormir. A Maria nunca foi embalada para dormir. Era deitá-la no berço e pronto. O rapaz, o maior e mais pesado dos três, já fez dois anos e ainda era embalado pelo pai para dormir. Era. Já não é. De um dia para o outro começou (...)
Seg | 21.09.20

Adoro livros velhos e gastos

Purpurina
  Sempre que ia à biblioteca escolher livros aleatórios para os meus filhos, trazia os mais novos, mais brilhantes e bem tratados. Era quase instintivo. Por parecerem mais frágeis, tinha receio de os danificar ainda mais e devolvê-los em pior estado. De modo que trazia sempre os mais novos. Depois da pandemia de Covid-19 deixámos de poder ir à biblioteca escolher livros. Fazemo-lo online, através de um catálogo onde só podemos ver o título, o autor dos livros e pouco mais. A (...)
Sex | 18.09.20

Curiosidades sobre mim #2

Levo a música muito a sério

Purpurina
Só consigo fazer uma coisa quando estou a ouvir música: escrever. Coisas emocionais, claro. Quando oiço música páro tudo para a ouvir. Não gosto de música ambiente, de música de fundo, de música enquanto converso com alguém ou enquanto trabalho (a não ser que o trabalho implique escrever coisas giras). Ouvir música é como ler um livro ou ver um filme. É demasiado importante e leva demasiado da minha atenção para estar a fazer outra coisa qualquer.  - Gosto de ouvir (...)
Qua | 16.09.20

Maria #44

A beijoqueira

Purpurina
Dos meus três filhos, a Maria sempre foi a que gostava menos de beijos e abraços. Sempre muito independente, em bebé nem gostava de dormir na nossa cama. Agora, com 4 anos acabados de fazer, é a mais mimosa dos três:  - Adquiriu uma forma de falar muito suave e anda atrás de mim e da Lara a dar-nos beijos e abraços.  - Quase todas as noites vem para a nossa cama e gosta muito que eu sorria para ela quando a vejo lá (já o referiu várias vezes). - Pede-lhe que lhe faça (...)
Seg | 14.09.20

Como fazer uma criança tomar um remédio muito amargo?!

Purpurina
A Lara apanhou uma infeção bacteriana, comum em crianças da idade dela, mas que implicou a tomada de um antibiótico específico que não existe em xarope. Assim, ela tinha umas cápsulas enormes para tomar, de 8 em 8 horas, durante uma semana. A solução da pediatra foi desfazer o conteúdo da cápsula numa colher com água para a Lara conseguir tomar. Acontece que o sabor daquele pó é intragável (o Milton confirmou) e a Lara recusava-se a tomar aquilo. Na primeira vez cuspiu o (...)
Qui | 10.09.20

Bolo de mel

Para tardes de outono aconchegantes

Purpurina
Há algum tempo que não publicava uma receita aqui.  Existem três razões para isso: 1- não andava a experimentar muitas receitas novas, 2- quando experimentava não ficavam suficientemente boas para publicar aqui, 3- quando ficavam muito boas eram receitas que davam algum trabalho e, neste espaço, quero publicar preferencialmente receitas saborosas, mas de execução rápida e simples. Finalmente encontrei uma receita que reúne todas as exigências que estipulei: bolo de mel.  (...)
Ter | 08.09.20

Definir metas

E tentar cumpri-las

Purpurina
  Influenciada pelo livro "O Poder do Menos", estou a definir um objetivo por mês para tornar um hábito permanente. De acordo com o livro devemos definir um objetivo de cada vez e cumpri-lo até se tornar um hábito. Mas começo já por perniciar tentando alcançar três ao mesmo tempo. 1) Acordar mais cedo 2) Comer alimentos mais saudáveis 3) Praticar alguns minutos de exercício físico todos os dias Na verdade, faço os três há algum tempo, praticamente todos os dias. Ainda (...)