Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Qua | 14.10.20

Maria #45

Os idosos

Purpurina
Recentemente, a professora da Maria falou sobre os idosos na sala de aula.  Vestiu-se de velhinha e deve ter interpretado o seu papel com tanto talento que a Maria ficou bastante impressionada. Desde então faz-me muitas perguntas sobre os idosos. Quem são os idosos, quais as suas características, se eu conheço idosos, e por aí fora. No outro dia, estávamos a vir da escola a pé, quando uma senhora de bengala e cabelo branco (por acaso, idosa) saiu de um autocarro e ficou a (...)
Qui | 03.09.20

Milton, o encantador de crianças

Purpurina
Estávamos todos na praia, menos a Lara que estava em casa da avó (por ter umas feridas na pele que não deviam entrar em contacto com a areia).  A Maria e o Eduardo estavam entusiasmadíssimos na água e como o mar estava muito calmo, era fácil um de nós ficar com as duas crianças na água enquanto o outro ficava mais ou menos livre. Numa das alturas em que estava com os miúdos na água reparei que o Milton estava com alguns miúdos a olhar fixamente para as rochas à beira da água. Quando me aproximei percebi que as crianças (uma menina de uns 4 ou 5 anos e um rapaz grande de uns 9 ou 10) estavam a tentar apanhar um caranguejo pequeno e pediram ajuda ao Milton, que lhes emprestou os nossos baldes de plástico.
Dom | 16.08.20

Lara #37

A criativa

Purpurina
Na preparação de uma festa para comemorar uma visita da avó, a Lara pendurou alguns balões pela casa. Um deles no candeeiro de pé da sala. Hoje resolveu personalizar o balão. Quando o pai lhe perguntou o que era aquela "obra criativa" ela respondeu que era o polícia da sala, que estava ali a vigiar.
Seg | 03.08.20

Maria #42

Purpurina
Pela manhã, antes de sairmos de casa para levar os miúdos à escola, deixamo-los a brincar sozinhos. Abolimos a televisão ou o iPad em dias da semana e eles brincam muito mais juntos. Claro que há sempre um conflito ou outro, principalmente entre a Maria (de 4 anos) e o Eduardo. Com quase dois anos, ele está naquela fase ingrata em que se diverte imenso a roubar os brinquedos às irmãs e a fugir a correr com eles na mão. Tenho dito à Maria para não gritar com o irmão e, em (...)
Dom | 07.06.20

Lara #35

Purpurina
A Lara plantou uma tangerineira num vaso, na varanda comum do prédio onde vivemos. Ela fala com a planta e vai regá-la todos os dias. Tem muita estima e cuidado com as suas plantinhas e trata-as com muito amor. A Lara acredita (por o pai lhe ter sugerido dessa forma) que as plantas lhe respondem abanando as suas folhagens. Hoje, depois de contar às meninas uma história antes de dormir, que calhou ser sobre uma árvore, a Lara confidenciou-me o seguinte: "Sabes mãe, eu dei um nome (...)
Seg | 18.05.20

Maria #39

Purpurina
A Maria gosta de leite frio. A Lara gosta de leite morno. Enganei-me uma ou duas vezes com o leite da Maria e dei-lhe morno. Parece que este meu lapso foi marcante. Numa destas tardes a Maria pediu-me leite e um pão com manteiga para lanchar.  Preparei tudo e chamei-a para lanchar. Ao ver o copo com leite, olhou para ele desconfiada e disse: "Mãeeee, eu gosto de leite frio." Respondo que sei disso e que o seu leite está fresquinho, como ela gosta. Responde-me ela, com (...)
Dom | 10.05.20

Uma visão muito peculiar da nossa família

Purpurina
Estou a dar o jantar aos miúdos e a determinada altura comento: - O Eduardo está sempre a querer comer! É um comilão. Diz a Lara: - E nós o que somos? Eu: - Bom... A Maria está sempre a reclamar. É uma reclamona. - E tu, Lara estás sempre a queixar-te. És uma queixona. Continua a Lara: - Tu és uma gritona.  Olhamos umas para as outras... E o pai? Diz a Lara: - O pai está sempre a trabalhar. É um trabalhão. Ainda bem que existe alguém que faça algo de útil (...)
Seg | 13.04.20

Maria #37

Purpurina
Inspirada no Raminhos, decidi fazer uns testes à Maria (3 anos). No quarto, com o pai, está a Maria e eu. Digo: - Maria, vai ver se o teu pai está na sala. A Maria, muito séria, a apontar para o pai: - Mãe! O pai está aqui a trabalhar! Chama-me a Lara, da casa de banho: - Mãeeee, já acabei de fazer cocó. Aproveito e peço à Maria: - Maria, por favor, vai limpar o rabo da Lara. Podes ir tu desta vez, por favor? E ela: - Ó mãe, não posso, não sou adulta. E vai-se (...)
Ter | 31.03.20

Maria #36

E a música "Lavar o cú"

Purpurina
Cá em casa somos todos fãs assumidíssimos do Tio Jel. Sem censuras, ouvimos tudo. A preferida é o Sal Grosso, até o Eduardo a tenta cantar e, mal vê o vídeo a começar, enceta logo uma dança frenética pela sala. Ultimamente andamos a ouvir mais esta. A Maria costuma pedir da seguinte forma: (...)
Ter | 24.03.20

Maria #35

Purpurina
O Milton está, na luta do costume, a tentar que a Maria como a sopa sozinha. A determinada altura diz-lhe: "Maria, vais comer a sopa sozinha ou eu não me chamo Milton." Responde a Maria. "Então, podes chamar-te fofó (para quem não souber, é peido)."
Seg | 23.03.20

Maria #34

Purpurina
  Estamos na sala, numa espécie de momento musical em que aproveitamos para dançar freneticamente e fazer algum exercício físico. De repente, diz a Maria: “Mãe, põe a música mais alto para assustar o coronavírus.“ 😬  
Ter | 18.02.20

Isto é tão extraordinário que tenho que partilhar!!!

Purpurina
Acho mesmo que foi a primeira vez que me aconteceu algo assim! Não estava mesmo nada à espera... Realmente somos capazes de coisas inimagináveis! Depois de almoço saí com o Eduardo na cadeirinha e fui a pé até ao Centro Comercial. Correu tudo lindamente e, no Centro Comercial, dirigi-me a uma loja e comprei os dois itens de que precisava.  Paguei e vim embora. Diretamente para casa. Sem comprar mais nada, sem parar em outras lojas para espreitar. Nem naquelas, onde letras (...)
Qui | 13.02.20

5 tipos de clientes peculiares que atendemos numa loja

Purpurina
Trabalhei durante algum tempo numa loja de roupa de criança. Foi o tempo suficiente para lidar com centenas (ou talvez milhares) de pessoas diferentes e para perceber que lidar com pessoas é mais desafiante do que posso descrever num ou dois textos. Deixo aqui uma singela amostra em forma de 5 pequenas histórias reais que aconteceram numa pequena loja de roupa beta para crianças. O tarado Entra na loja um rapaz alto, bem parecido e, aparentemente, normal. Diz procurar um presente (...)
Qua | 05.02.20

Coisas de pessoas que têm 3 filhos pequenos

Purpurina
  Eu estou de férias e o Milton está a trabalhar em casa. A determinada altura da tarde, o Milton resolve dormir uma pequena sesta. Eu continuo a fazer as minhas coisas, faço a minha sessão de 30 minutos de yoga e, pelas 18h00, acordo o Milton para irmos buscar as crianças à escola (já muito mais tarde do que era suposto). Acordo o Milton a custo, pois estava a bom dormir. A cara dele é do mais estremunhado que há. Digo-lhe: "São 6 horas Milton, temos que ir." Diz ele: (...)
Seg | 03.02.20

A Lara come cascas como se fossem chocolates

Purpurina
Um dia, estava a descascar uma maçã no balcão da cozinha, quando a Lara começa a pegar nas cascas e a comê-las. Fiquei quase em estado de choque, e tirei-lhe as cascas da mão.  Ela insistiu em comer as cascas dizendo que gostava muito e que, por favor, a deixasse comer. Bom... se queria comer cascas de maçã quem era eu para me opor? Não é a parte melhor da fruta? Disse-lhe que podia comer as cascas mas que eu tinha que as lavar muito bem primeiro. Assim, sempre que (...)
Dom | 19.01.20

Lara #31

Perguntas e Respostas

Purpurina
  1- Qual o nome da mãe ? Mãe Marques Moura (claramente a gozar). 2- A mãe é gorda ou magra? Gorducha ihihihih. 3- Alta ou baixa? Alta. 4- O que a mãe gosta de comer? Cenoura. 5- O que a mãe gosta mais de vestir? Não sei. 6- Quantos anos a mãe tem? Não sei. 7- Quantos kg a mãe pesa? Não sei. 8- Que presente gostarias de dar à mãe? Não sei. 9- Quem ama mais a mãe? Eu. 10- O que a mãe é? É uma pessoa. 11- O que a mãe sempre te diz?  Não sei. 12- Para onde (...)
Qui | 09.01.20

Conversas entre colegas #1

Bichas vs desmazeladas

Purpurina
Estamos no escritório, a trabalhar com normalidade quando um colega pergunta às senhoras da sala se porventura terão uma pinça. O colega, cuja identidade não revelarei por questões de privacidade, precisava de uma pinça para manusear peças pequenas de material de filmagem. Eu tinha uma pinça e emprestei-lhe. Pouco depois, o colega volta e pergunta se teremos uma lima. Dissemos que não e a minha espirituosa colega da frente disse o seguinte (referindo-se aos colegas que (...)