Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Ter | 22.01.19

Resoluções para todos os dias

Purpurina
Não sei se é da idade (ou se finalmente começo a atingir alguma maturidade emocional), se é por ter pouco tempo e paciência disponíveis para coisas que não interessam, mas tenho notado que cada vez trabalho mais para não me chatear.É um trabalho muito esforçado da minha parte. Mesmo. Mas é muito gratificante.Na minha vida quero é alegria e boa disposição. Todos os dias decido que não me vou aborrecer e que não vou andar zangada com nada e com ninguém. Às vezes consigo, (...)
Qui | 10.01.19

Queda de cabelo pós parto: diferenças entre o 1º, o 2º e o 3º parto

Purpurina
 Atentem na foto artística (not)  atrás da cortina. Sempre tive um jeito muito moderado para isto das fotos mas tinha que ilustrar o post com qualquer coisa não é? Se calhar não. Adiante.1ª vezNa primeira vez que tive queda de cabelo pós parto fiquei em pânico e procurei logo um dermatologista. Fiz tudo o que ele disse e comprei uns comprimidos caríssimos, uma loção caríssima que dava imenso trabalho a aplicar e um champô igualmente caro. Uma loucura para conservar o cabelito.2 (...)
Qui | 03.01.19

Cá em casa não se desperdiça nada

Purpurina
(imagem daqui)A Lara gosta muito de comer sultanas douradas (passas de uva pequeninas e amarelinhas, vá).Estava ela a comer as ditas cujas na sala, enquanto via uns desenhos animados, quando a Maria também quis comer.Sabemos que a Maria não gosta de sultanas mas dissemos à Lara para lhe dar uma, nunca se sabe se passaria a gostar naquele momento.Passado um bocado (...)
Qui | 20.12.18

Afinal a Carla vê televisão. A Carla vê o Pesadelo na Cozinha.

Purpurina
Confesso que é um "guilty pleasure" que partilho com o Milton, até porque me "gabo" de não ver televisão há muitos anos.Cá em casa temos apenas os canais livres (não temos Tv cabo) e o Netflix. Mas nunca vemos outra coisa que não seja o Netflix, uma hora à noite (se tanto) quando os miúdos estão a dormir.Mas um dia, sem querer, passámos na TVi e estava a dar o "Pesadelo na Cozinha". Aquilo suscitou-nos a curiosidade e por ali ficámos, deliciados a ver até ao fim.E assim tem (...)
Qua | 19.12.18

Um segredo incrível que une os efeitos do ginásio e da dieta, sem precisar de sair de casa

Purpurina
Tenham filhos. Três de preferência. Uns a seguir aos outros. Recomendo. :DDeixam logo de precisar do ginásio. A vossa vida passa a ser um exercício constante, cerca de  20 horas por dia a mexer e a correr de um lado para o outro. Flexões, abdominais, pesos, velocidade, resistência... todos os músculos do corpo são trabalhados de formas diferentes. E não se preocupem com a possibilidade de desistirem do exercício ou de quererem fazer pausas: não vai haver essa possibilidade. (...)
Sab | 08.12.18

Atividades de uma mulher no dia do seu aniversário

Purpurina
Ora bem:a) Passa o dia todo num spa a fazer massagens e a mimar-se;b) Passa o dia sentada numa bela esplanada a ler os muitos livros que ainda não terminou. E aproveita para comer um geladinho artesal de chocolate preto e coco.c) Vai ao cinema sozinha, uma das suas atividades preferidas.d) Aproveita que o bebé dormiu uma sesta grande e põe-se a lavar as paredes da casa (ninguém consegue fugir à humidade dos Açores e às paredes sujas) e já agora a lavar roupa e já agora a limpar a (...)
Qui | 22.11.18

A primeira vez que o Eduardo chorou mesmo a sério

Purpurina
Foi aos dois meses e meio e, quando o ouvi a chorar na sala, fiquei um pouco aflita.Desde que nasceu nunca o tinha ouvido a chorar de forma tão estridente. Geralmente só mostra desagrado quando tem fome ou quer colo e só chega a choramingar se não for atendido logo (e ainda tem uma tolerância de alguns minutos).Mas naquele momento estava a chorar a plenos pulmões, aos gritos.Cheguei à sala e vi-o na espreguiçadeira, vermelhíssimo e aos gritos. Fiquei um bocado assustada e pensei (...)
Sex | 02.11.18

Aquele momento #3

Purpurina
Em que a tua filha de 2 anos te chama com um ar aflito e tu, quando a encontras numa situação difícil, em vez da ajudares vais buscar o telemóvel para tirar uma fotografia.Isto depois de me assegurar que não havia perigo, claro. 
Dom | 28.10.18

Faz o que eu digo e não o que eu faço

Purpurina
 Ora estava eu com a Lara muito sossegadas no sofá a conversar, quando ela diz: "Isto é do caraças."Depois olha para mim e pergunta:"Caraças é uma palavra feia, não é?"Ao que respondo: "Agora que falas nisso, é pois." "E não devemos dizer palavras feias."Lara:"Porquê?"E, Carla, a coacher debita assim:"Sabes filha, é maravilhoso ter este corpo humano cheio de funcionalidades fantásticas: temos olhos, pernas, mãos, boca, nariz, ouvidos, cérebro. Assim sendo devemos (...)
Qua | 24.10.18

Conversas da Lara #15 Sobre baratas

Purpurina
  De manhã, enquanto estava a tomar banho, o Milton diz-me que está a ver uma barata debaixo do lavatório.Claro que me imobilizei logo onde estava e até para a Maria fazer chichi a Lara teve que ir buscar o bacio à casa de banho (porque eu não queria entrar ali).A determinada altura, estavam as miúdas na casa de banho a procurar a barata, e eu sempre bem longe da porta a controlar "as entradas e saídas" da casa de banho. Escusado será dizer que não voltámos a ver a barata e (...)
Qua | 17.10.18

O meu Aloe Vera

Purpurina
Gosto muito do campo e de estar perto da terra, de hortas, de jardins, etc. Com 13 anos comecei a trabalhar em campanhas agrícolas, durante as férias de verão, e tenho as melhores memórias desse tempo. Ainda me lembro do cheiro a terra molhada que sentia quando chegava ao campo com os meus colegas de trabalho, numa carrinha, ainda de madrugada.Todavia, não tenho jeito nenhum para cuidar de plantas ou de flores.Dos vasos que vamos tendo na varanda comum do prédio (todos a cargo do (...)
Dom | 14.10.18

Tirei o dente do siso. Querem (mesmo) saber como foi?

Purpurina
 Se calhar não querem.  Mas eu conto na mesma.Os meus dentes do siso estavam cá todos muito sossegadinhos, já com massa de tratamento e tudo, porque tenho que conservar todos os dentes que consiga arranjar. Não me doeram especialmente a nascer e também não estavam tortos pelo que nunca me dediquei muito a pensar neles.Até que um deles me começou a doer sempre que comia com ele ou passava a língua por cima dele. Não era uma dor constante mas uma dor aguda ao toque.Fui à (...)
Ter | 02.10.18

Um dos maiores sacrifícios que faço como mãe

Purpurina
 É tirar macacos do nariz dos meus filhos.Detesto macacos do nariz. Detesto ter que tirar até os meus.Não gosto da cor, da consistência e até do formato deles.  BlerghhhAntes tirar 5 fraldas cheias de cocó mole do que um macaco do nariz (cada um com as suas peculiaridades, esta é a minha).Mas, nos últimos anos, tenho tirado macacos do nariz alheio com frequência. Macacos de tamanhos inimagináveis retirados de narizes minúsculos. Ainda hoje tirei um belo exemplar do nariz do (...)
Seg | 10.09.18

Carla, a chef de cozinha (só que não)

Purpurina
 Sabem aquele gosto que se tem em cozinhar, em fazer coisas deliciosas para nós e para os outros, aquele estado de relaxamento e prazer que se tem ao manusear os ingredientes que torna o ato de cozinhar uma verdadeira terapia? Pois eu não sei, nunca soube e duvido que algum dia venha a saber. Não gosto de cozinhar. Também não odeio mas nunca senti nenhum gosto ou vontade de cozinhar. Nunca senti que me apetecia fazer um petisco ou um prato especial ou um doce. O que sinto (...)
Sab | 25.08.18

Lara e os desenhos feios

Purpurina
Estava a Lara a fazer um desenho para a avó quando me pergunta:Lara: "Mãe achas que a avó vai gostar do meu desenho?"Eu: "Claro meu amor. Tu fazes desenhos muito bonitos por isso a avó vai gostar muito de certeza."Lara: "Às vezes faço desenhos feios."Eu: "Fazes desenhos feios? Como assim? Fazes desenhos que achas feios?"Lara: "Às vezes faço desenhos feios na escola mas nunca trago esses para casa. Para casa só trago os desenhos bonitos."Lá está uma coisa que acho muito bem. :) (...)
Qui | 26.07.18

Aquele momento #2

Purpurina
 Em que estás a passear no meio de um jardim, a observar as árvores e a natureza, e a tua filha de 4 anos te informa que tem que fazer cocó - tipo já - e a casa de banho mais próxima fica a uns minutos de distância.Perguntas-lhe se aguenta e ela diz claramente, e algo aflita, que não.E decides, em 3 segundos, levar a miúda para trás de um arbusto e deixá-la fazer cocó ali mesmo. E enquanto tentas apoiar a miúda numa situação mais ou menos confortável e tentas não cair com (...)
Qua | 25.07.18

Ironias da maternidade #1

Purpurina
   Lembro-me bem de ter vinte e poucos anos e achar a maior parte das criancinhas extremamente irritante.A coisa acentuou-se durante os anos em que trabalhei numa loja de roupa de crianças e via coisas que considerava bastante caricatas (na verdade considerava-as horrendas): miúdas a 3 anos a darem valentes estaladões nos pais porque não queriam vestir (ou despir) uma roupa; crianças que mandavam artigos da loja ao chão e se punham a pular em cima deles, outros que tiravam (...)
Dom | 24.06.18

As nossas conversas #12

Purpurina
Estavamos a regressar a casa de carro quando vejo o cartaz de uma academia de ginástica acrobática.Eu:  "Podíamos colocar a Lara na ginástica acrobática. Parece algo de que ela ia gostar."Eu (continuando): "Mas, por outro lado, não é lá muito útil. Se calhar era melhor colocá-la no karaté ou judo, sempre aprendia a defender-se."Ele: "Podemos colocá-la na ginástica acrobática. Ela pode sempre fugir dos malfeitores a fazer saltos mortais e acrobacias."