Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Ter | 31.03.20

Maria #36

E a música "Lavar o cú"

Purpurina
Cá em casa somos todos fãs assumidíssimos do Tio Jel. Sem censuras, ouvimos tudo. A preferida é o Sal Grosso, até o Eduardo a tenta cantar e, mal vê o vídeo a começar, enceta logo uma dança frenética pela sala. Ultimamente andamos a ouvir mais esta. A Maria costuma pedir da seguinte forma: (...)
Ter | 24.03.20

Maria #35

Purpurina
O Milton está, na luta do costume, a tentar que a Maria como a sopa sozinha. A determinada altura diz-lhe: "Maria, vais comer a sopa sozinha ou eu não me chamo Milton." Responde a Maria. "Então, podes chamar-te fofó (para quem não souber, é peido)."
Seg | 23.03.20

Maria #34

Purpurina
  Estamos na sala, numa espécie de momento musical em que aproveitamos para dançar freneticamente e fazer algum exercício físico. De repente, diz a Maria: “Mãe, põe a música mais alto para assustar o coronavírus.“ 😬  
Ter | 18.02.20

Isto é tão extraordinário que tenho que partilhar!!!

Purpurina
Acho mesmo que foi a primeira vez que me aconteceu algo assim! Não estava mesmo nada à espera... Realmente somos capazes de coisas inimagináveis! Depois de almoço saí com o Eduardo na cadeirinha e fui a pé até ao Centro Comercial. Correu tudo lindamente e, no Centro Comercial, dirigi-me a uma loja e comprei os dois itens de que precisava.  Paguei e vim embora. Diretamente para casa. Sem comprar mais nada, sem parar em outras lojas para espreitar. Nem naquelas, onde letras (...)
Qui | 13.02.20

5 tipos de clientes peculiares que atendemos numa loja

Purpurina
Trabalhei durante algum tempo numa loja de roupa de criança. Foi o tempo suficiente para lidar com centenas (ou talvez milhares) de pessoas diferentes e para perceber que lidar com pessoas é mais desafiante do que posso descrever num ou dois textos. Deixo aqui uma singela amostra em forma de 5 pequenas histórias reais que aconteceram numa pequena loja de roupa beta para crianças. O tarado Entra na loja um rapaz alto, bem parecido e, aparentemente, normal. Diz procurar um presente (...)
Qua | 05.02.20

Coisas de pessoas que têm 3 filhos pequenos

Purpurina
  Eu estou de férias e o Milton está a trabalhar em casa. A determinada altura da tarde, o Milton resolve dormir uma pequena sesta. Eu continuo a fazer as minhas coisas, faço a minha sessão de 30 minutos de yoga e, pelas 18h00, acordo o Milton para irmos buscar as crianças à escola (já muito mais tarde do que era suposto). Acordo o Milton a custo, pois estava a bom dormir. A cara dele é do mais estremunhado que há. Digo-lhe: "São 6 horas Milton, temos que ir." Diz ele: (...)
Seg | 03.02.20

A Lara come cascas como se fossem chocolates

Purpurina
Um dia, estava a descascar uma maçã no balcão da cozinha, quando a Lara começa a pegar nas cascas e a comê-las. Fiquei quase em estado de choque, e tirei-lhe as cascas da mão.  Ela insistiu em comer as cascas dizendo que gostava muito e que, por favor, a deixasse comer. Bom... se queria comer cascas de maçã quem era eu para me opor? Não é a parte melhor da fruta? Disse-lhe que podia comer as cascas mas que eu tinha que as lavar muito bem primeiro. Assim, sempre que (...)
Dom | 19.01.20

Lara #31

Perguntas e Respostas

Purpurina
  1- Qual o nome da mãe ? Mãe Marques Moura (claramente a gozar). 2- A mãe é gorda ou magra? Gorducha ihihihih. 3- Alta ou baixa? Alta. 4- O que a mãe gosta de comer? Cenoura. 5- O que a mãe gosta mais de vestir? Não sei. 6- Quantos anos a mãe tem? Não sei. 7- Quantos kg a mãe pesa? Não sei. 8- Que presente gostarias de dar à mãe? Não sei. 9- Quem ama mais a mãe? Eu. 10- O que a mãe é? É uma pessoa. 11- O que a mãe sempre te diz?  Não sei. 12- Para onde (...)
Qui | 09.01.20

Conversas entre colegas #1

Bichas vs desmazeladas

Purpurina
Estamos no escritório, a trabalhar com normalidade quando um colega pergunta às senhoras da sala se porventura terão uma pinça. O colega, cuja identidade não revelarei por questões de privacidade, precisava de uma pinça para manusear peças pequenas de material de filmagem. Eu tinha uma pinça e emprestei-lhe. Pouco depois, o colega volta e pergunta se teremos uma lima. Dissemos que não e a minha espirituosa colega da frente disse o seguinte (referindo-se aos colegas que (...)
Seg | 23.12.19

Lara #29

A "mãos-largas"

Purpurina
Este fim de semana fomos ao circo e a Lara queria muito que lhe comprássemos umas espadas luminosas que vendiam no circo. Não comprámos. Explicámos que, na altura, não tínhamos dinheiro suficiente para lhes comprarmos as espadas (o que era verdade) mas que, de qualquer forma, não iríamos comprar as espadas. Expliquei- lhe as razões desta nossa opção. Falei-lhe do conceito de minimalista e da nossa opção de investir mais em experiências do que em coisas materiais. Disse-lhe (...)
Qua | 04.12.19

3 coisas de que preciso para manter a minha sanidade mental

Purpurina
  Dormir. Deitar-me mais cedo e acordar mais cedo. Obrigar-me, mesmo, a deitar-me mais cedo. Mas, com a quantidade de coisas “extra domésticas” que quero fazer todos os dias só me deitaria cedo se bebesse uma garrafa de vinho tinto às 17h00.   Organizar-me e parar de pensar demais. Organizo-me bem. Que remédio! Com 3 filhos pequenos e 35 pares de meias, 35 pares de cuecas, de calças, de camisolas, de pijamas e de toalhas para lavar todas as semanas, 35 refeições para fazer ao (...)
Qui | 28.11.19

Maria #32

Purpurina
À noite, antes de irmos deitar os miúdos, estávamos todos na sala a ouvir música e a dançar. Pergunto ao Milton quem era a banda que estava tocar e ele diz-me que é "Liima" e comenta que já vieram ao Tremor (festival internacional de música alternativa em São Miguel). Lembro-me que gostava muito de ir ao Tremor e que, naturalmente, nos últimos anos não tem sido possível, e digo: "Este ano era bom que fossemos ao Tremor. Ias num dia e eu ia noutro." Responde o Milton (a (...)
Ter | 05.11.19

Lara #28

Purpurina
Depois de lhe chamar a atenção, de forma muito paciente e simpática, para o facto de estar, potencialmente, a estragar o chão do quarto ao usar brinquedos de plástico como patins, diz-me a Lara, abraçando-me: "A mãe é muito fofinha e quentinha." "O que será que eu vou fazer no dia da mãe? Hum?! O que será?"
Sex | 30.08.19

Peculiaridades das minhas filhas #1 Massagens

Purpurina
A Lara estava com uma otite e eu fiquei com ela na cama a fazer-lhe massagens até ela adormecer. Na verdade as massagens são mais umas festinhas leves que lhe vou fazendo nos braços, nas pernas, nas costas, na barriga. Eu também gosto muito dessas "festinhas leves" e até faço a mim própria muitas vezes. Voltando à Lara, à medida que vou fazendo as massagens, ela vai estendendo um braço, ou uma perna ou vai-se virando e indicando onde quer as massagens. Quando vejo que está (...)
Seg | 05.08.19

O cúmulo do agendamento

Purpurina
Adoro viver nos Açores por vários motivos e não imagino sítio melhor para criar os meus filhos. Todavia, porque há sempre um todavia, existem coisas que me enervam por aqui. Uma delas é o facto de não conseguir uma consulta médica de uma forma simples e expedita. E não estou a falar do Sistema Nacional de Saúde, estou mesmo a falar de médicos particulares.  No outro dia precisei de marcar uma consulta de dermatologia para a Maria, que voltou a ter crises de eczema e do (...)
Qui | 25.07.19

Uns pais do pior!

Purpurina
Num domingo à tarde fomos todos comer um gelado numa gelataria de que gostamos muito. Eu, a Lara e a Maria comemos um gelado e depois fui buscar uma cerveja para o Milton. Depois do gelado a Lara pediu para comer pão. Era quase hora de jantar e ela já tinha lanchado em casa (para além de ter comido o gelado depois).  Dei-lhe vários motivos para não lhe comprar um pão apesar de saber que ela gosta mesmo é de comer na rua só porque tem piada. Quem nunca?! Disse-lhe que estava (...)
Qui | 21.03.19

As nossas conversas #13

Purpurina
  Depois do jantar, estou eu e o Milton a fazer o almoço do dia seguinte (depois das 22h00 por causa da tarifa de eletricidade tri horária), quando digo assim: "O que achas de fazermos hambúrgueres de cenoura um dia destes? Com cenoura e feijão?" Responde ele, com um ar indignado: "Não sei porque chamas a isso hambúrguer. Quando muito são umas bolas de cenoura achatadas. Ou cenouburguer, vá." Reparem como a foto está relacionada com o tema. 
Seg | 18.03.19

Reações no Youtube a músicas do Conan Osíris

Purpurina
Decididamente gosto do Conan Osíris. Para mim é totalmente impossível não gostar. Adoro as performances, as letras, a personagem, a pessoa que parece ser e, acima de tudo, o facto de ser genuíno e pouco (ou nada) se importar com o que os outros pensam de si.  Felizmente, vivemos num país livre e as pessoas têm direito a expressar as suas opiniões embora nem sempre o façam de uma forma muito educada, principalmente nas Redes Sociais. Ainda assim, tenho tendência a procurar a (...)