Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Ter | 07.05.19

Maria #21 A roubar bolachas à irmã mesmo debaixo do seu nariz

Purpurina
Fomos fazer um piquenique ao parque da cidade e passar lá a tarde. Para comer levei fruta, iogurtes e umas bolachas torradas, pequeninas.  Dei uma caixinha com bolachas a cada uma das miúdas, cada uma com o mesmo número de bolachas. A Maria ficou sossegada a comer as bolachas e a Lara, como de costume, ia-se distraindo com várias coisas e estava sempre a sair do lugar para ir brincar. Sempre que a Maria a via a afastar-se, fazia um ar muito sério, compenetrado e algo suspeito (...)
Dom | 05.05.19

As conversas da Maria #2

Purpurina
A Maria pede para ver desenhos animados, depois de ter estado a brincar com livros no quarto. "Está bem, mas primeiro tens que arrumar os livros." digo eu. "Não posso mãe. Estou cansada de arrumar." responde ela, com um ar muito importunado (e um pouco indignado).
Qui | 02.05.19

Maria #23

Purpurina
Trouxe este livro de Alpiarça, de casa dos meus pais quando a Lara era bebé. Nem me lembro dele ter sido comprado mas assim que o vi no meu quarto antigo quis logo trazê-lo. Gostei dele, essencialmente, por ter imagens reais de animais. Sempre achei muito mais didático e interessante ensinar palavras aos miúdos utilizando imagens reais em vez de desenhos. Neste momento é o livro preferido da Maria. Pede-me para lhe "ler" o livro várias vezes por dia e anda sempre com ele atrás. (...)
Qua | 01.05.19

Adorei vê-las a fazer isto! E ficou tão giro!

Purpurina
Vi esta atividade no canal de Youtube da Flávia Calina e resolvi a experimentar com as miúdas mas nunca pensei que corresse tão bem. Elas fizeram, praticamente sozinhas, uma árvore de cerejeira cada uma, com galhos secos e papel de seda. E é mesmo simples. Tudo o que precisamos é de galhos secos, papel de seda rosa claro e rosa mais escuro (e branco se quiserem), tesoura para cortar o papel (...)
Ter | 30.04.19

Coisas que se veem cá por casa

Purpurina
Primeiro oiço a Lara aos gritos a dizer que a Maria quer colar um macaco na camisola dela. Olho pela porta aberta da cozinha e vejo a Lara a correr de um lado para o outro do corredor para o quarto. Dois metros depois, vejo a Maria a correr atrás da Lara de dedo em riste.  Isto é magnífico. Bom... às vezes também estão sossegaditas a ler, como na foto. 
Dom | 28.04.19

As minhas filhas estão a dormir na mesma cama

Purpurina
Têm dormido as duas. E muito bem. Foi o Milton que conseguiu a proeza e assim têm dormido muito bem. O inicio da noite é sempre mais atribulado com muitos “Mãeeeeeee” e “Paiiiiiiii” até se dignarem a adormecer. Mas, uma vez sossegada, dormem a noite toda perfeitamente. Com isto resolve-se a questão das camas para as miúdas. Confesso que ainda não tínhamos chegado a conclusão nenhuma. Para já, ficam muito bem as duas na cama da Lara, que é uma cama de pessoa e meia, (...)
Qui | 25.04.19

Eduardo, os 7 meses

Purpurina
O miúdo continua um pachorrento e um fofinho. Para ele está sempre tudo bem, desde que tenha a barriguinha cheia e esteja ao colinho. Está praticamente sempre ao colo. Às vezes, basta inclinar-me um pouco para o colocar na alcofa e já ele começa a espernear. Continua a mamar muito bem e a comer a sua sopa e para de fruta em 5 minutos. Agora percebo porque sempre mamou em 5 minutos e continuava a ganhar peso: o rapaz come à velocidade da luz.  As noites é que não têm sido as (...)
Qua | 24.04.19

Eva Luna, o meu primeiro livro "a sério"

Purpurina
O meu primeiro livro "a sério" foi o Eva Luna, de Isabel Allende. Tinha 13 anos e andava no 8º ano. A ideia era trazer a Casa dos Espíritos, livro de que tinha ouvido falar na aula de português e que me tinha gerado muita curiosidade. A minha mãe foi à biblioteca busca-lo mas, como não estava disponível, a funcionária da biblioteca sugeriu, e muito bem, que trouxesse o "Eva Luna". Nunca tinha lido nada assim e, a partir desta leitura, decidi que o mundo e a minha vida haveria (...)
Qua | 24.04.19

Pastéis de couve flor no forno

Purpurina
A sopa. O é que as crianças (e alguns adultos) têm contra a sopa? Bom, provavelmente há sopas melhores que outras e a minha receita base, que consiste em cozer os legumes e verduras todos juntos com um pouco de sal, juntar azeite e triturar tudo, pode não ter o sabor de um bife com batatas fritas, até fica bem comestível. Ainda assim, cá em casa, só eu e o Eduardo é que comemos sopa de boa vontade. O Milton ignora a sopa e manda vir pizzas para ele (já depois dos miúdos (...)
Seg | 22.04.19

Quando me dá uma vontade incrível de comer doces e não tenho nada em casa…

Purpurina
Nada de nada, nem uma bolacha Maria. Sabem aquele desespero por doces que nos dá logo depois do jantar? Pois é, numa casa onde não há nem um cereal doce, nem uma bolacha Maria, a coisa não fica fácil. Mas nada que a vontade e a imaginação não resolvam. Como não me apetecia fazer um bolo de caneca (que também pode ser uma solução rápida para estas ocasiões) criei uma coisa a que chamei pretensiosamente “tosta cheese cake” e que não é mais do que tostas integrais (...)
Sab | 20.04.19

Yoga

Purpurina
Recomecei do início.  Estou a ler, a fazer aulas do Youtube e, principalmente, a alterar a minha forma de estar a cada momento. Com os miúdos em idade tão próximas e com o regresso ao trabalho, vejo-me todos os dias a correr de um lado para o outro como uma barata tonta. Parece que passo os dias a correr, a fazer comida, a arrumar a casa, a tratar da roupa, a arrumar loiça, a tentar evitar que os miúdos arranquem os cabelos uns aos outros e a dormir pouco e mal e sempre aborrecida.
Qui | 18.04.19

Maria #22

Purpurina
A Maria acorda da sesta, vem ter comigo e puxa-me logo pela mão para brincar com ela. Digo-lhe que gostava de fazer ginástica (na verdade é yoga) e que depois vou brincar com ela. Ela reclama, evidentemente, e diz: "A mãe brinca agora com a Maria. Brinca agora comigo." Eu acedo claro (quem é que consegue dizer que não?) e vou brincar com ela. O problema foi que ela se dirigiu para uns puzzles que a Lara começou a fazer de manhã e estavam "em modo pausa", para continuar de (...)
Seg | 15.04.19

A festa de 5 anos da Lara

Purpurina
No ano passado não fizemos festa porque a Lara esteve adoentada durante vários dias. No dia de aniversário fomos almoçar fora com ela (e planeávamos dar um passeio) mas acabámos por regressar a casa mais cedo porque o tempo estava péssimo e ela, de facto, estava abatida. Senti-me mesmo triste com isso porque gosto mesmo que os dias de aniversário sejam especiais.  Este ano foi ela que decidiu o que queria fazer e, com muita antecedência, já tinha pedido para fazer uma festa (...)
Qua | 10.04.19

Passei um fim de semana a brincar com bonecas

Purpurina
A "Teresa" a fazer yoga no seu tapete. Neste fim de semana não nos apeteceu sair muito de casa. Saímos no sábado de manhã para um parque infantil novo onde ficámos até à hora de almoço e foi só. O resto do fim de semana foi todo em casa. O tempo não estava grande coisa e tendo em consideração a logística que implica sair com três crianças pequenas, optámos por passar o fim de semana a brincar com os miúdos no conforto do lar. Assim, entre outras atividades e (...)
Seg | 08.04.19

Coisas de irmãs #6

Purpurina
As miúdas ainda acordam relativamente cedo (pelas 7h00) mas há dias em que são 8h00 e eu e o Milton ainda conseguimos estar na cama sem ouvir ninguém a chamar-nos. Num desses dias, já passava das 8h00 quando vou ao quarto das miúdas ver se ainda estavam a dormir. Estavam acordadíssimas. A Maria estava em pé no berço e a Lara estava ao pé dela, fora do berço, a contar-lhe uma história. Coisas mais boas. :)
Dom | 07.04.19

As conversas da Maria #2

Purpurina
De manhã, a coloca-la na cadeirinha de passeio para a levar para a escola. Eu: "Então Maria, vamos para a escola ter com a C (educadora)?" Maria: " A C está contente comigo?" Eu: "Está, Maria. A C está contente contigo." Maria: "E a mãe? E o pai? E a Lara?" Eu: "Estamos todos muito contentes contigo." Maria (muito séria, como quem vai dizer uma coisa muito importante): "A Maria hoje não bateu na Lara, nem no pai, nem na mãe..." (Vai dizendo isto como se fosse um grande feito.)
Qui | 04.04.19

Esperei muito por este momento!

Purpurina
E, finalmente, chegou. O dia em que as minhas filhas passaram a ser verdadeiras cúmplices, amigas e companheiras. No início, quando a Maria nasceu, a Lara ainda era um bebé com 2 aninhos. Nunca senti que existissem ciúmes nessa altura e, mesmo tão pequenina, a Lara sempre foi muito cuidadosa e meiguinha com a irmã. Quando a Maria começou a crescer e a impor-se (mais ou menos a partir de um ano e meio) começaram os conflitos entre as duas, que se agudizaram cada vez mais até (...)
Seg | 01.04.19

Elas contam histórias uma à outra

Purpurina
Passam metade do tempo a implicar uma com a outra, a gritar uma com a outra e até a pregar rasteiras uma à outra (quando vi nem queria acreditar!). Mas, depois, têm momentos de tanta cumplicidade, de tanta harmonia, que me custa a acreditar que são as mesmas pessoas. Enfim... estou agora a aprender o que é ter irmãos e nunca será com conhecimento de causa. Serei sempre um agente externo a observar uma relação de irmãos. De modo que ainda me sinto chocada com a violência das (...)
Sab | 30.03.19

Sobre a coleção "Happy" da Zippy

Purpurina
Ora muito boa tarde! O Eduardo e Maria dormem a sesta, a Lara faz atividades aqui ao meu lado, o Milton está a fazer compras e eu aproveito e tempo livre para opinar sobre as opiniões acerca da nova coleção de roupa da Zippy. Passo a contextualizar a questão: A Zippy lançou uma coleção de roupa sem género, ou seja, é para menino e menina. Diz a Zippy: "Nesta cápsula, as cores assumem total protagonismo. Cada cor procura representar uma personalidade e cada peça a (...)