Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Ter | 07.05.24

Devaneios sobre Lisboa e Solidão

Purpurina
Uma das coisas que mais apreciava em Lisboa era o conforto que sentia entre desconhecidos. Sabem aquela expressão que se usa para descrever um sentimento de tristeza profunda que é estar só no meio de uma grande família ou de muitos conhecidos? Em Lisboa, eu sentia o oposto disso. Sentia-me muito confortável entre desconhecidos. Sentia isso ao percorrer a Avenida São Jorge Sozinha, ao ir ao cinema, ao passar a noite no apartamento que dividia com raparigas de quem nem me lembro o nome. Nin (...)
Sex | 09.02.24

Filósofos do Youtube #1 Terapia

Purpurina
Falava-se de alguém que estaria a fazer terapia com um psicólogo, sem grande sucesso tendo em consideração os seus comportamentos agressivos e desprovidos de razão, quando alguém disse: "Uma sessão de terapia não é uma sessão de exorcismo."
Qua | 07.02.24

Hábitos retro de que tenho muitas saudades #1 Os clubes de vídeo

Purpurina
Uma das minhas recordações mais queridas dos clubes de vídeo é a de assistir, sozinha, a filmes recém-lançados que uma amiga que trabalhava num clube de vídeo me emprestava (sem ter de pagar). Foi assim que conheci alguns dos meus filmes preferidos de todos os tempos. Às vezes a minha amiga, que era e é cinéfila, recomendava-me filmes que eram sempre muito bons.  Mas, as memórias mais especiais que tenho de clubes de vídeo, são de Lisboa, quando comecei a morar sozinha e (...)
Qui | 18.01.24

Projetar os nossos desejos nos filhos

Purpurina
Por vezes, tentamos proporcionar às pessoas que mais amamos aquilo que gostaríamos de ter tido. Não é um raciocínio muito correto, pois nem sempre as pessoas precisam ou querem o mesmo que nós. Ainda assim, e apesar de ter esta ideia na consciência, dou aos meus filhos aquilo que a criança que fui mais desejava: livros, aulas de artes e desporto, experiências diferentes e irmãos. Não lhes compro muitos brinquedos ou coisas em geral e, muito menos, tudo o que me pedem. Na (...)
Sex | 30.12.22

Reflexões antes de dormir #1

Purpurina
Invejo muitas coisas nos homens. Se for verdade que vivemos muitas vidas, devo ter sido um homem na última vida. E, se tudo correr bem, na próxima vida o género vai ser algo tão irrelevante para os outros como saber a cor preferida ou as crenças de cada um. Isto para dizer que uma das coisas que invejo nos homens é a famosa “gaveta vazia” para onde eles correm quando a situação o exige e sempre com uma facilidade desconcertante. Eu, que luto todos os dias com os novelos em (...)
Ter | 20.09.22

O manjericão dos vizinhos

Purpurina
Uma das minhas atividades preferidas é observar pessoas. Às vezes, não são propriamente as pessoas que eu observo. Observo as suas casas, os seus objetos pessoais e a forma como estão dispostos.  Gosto de pensar que o faço como quem recolhe matéria prima para um trabalho muito importante. Digamos que o meu trabalho é construir histórias e personagens. Por isso, preciso de recolher todo o material de que for capaz e, as minhas observações, são a melhor técnica de trabalho (...)
Seg | 28.03.22

Formas de ganhar o meu coração

52 semanas de 2022 #13

Purpurina
Desafio de escrita criativa  "52 semanas de 2022" 1- Mostrar-me músicas, filmes, livros, correntes de pensamento ou formas de arte que eu não conheço e que me prendam completamente a minha atenção. Quem, alguma vez, me mostrou músicas fantásticas que eu não conhecia, tem um lugar muito especial na minha mente, ou coração ou lá onde seja. 2- Tratar bem os meus (...)
Qui | 21.10.21

As máscaras que passámos a usar fazem-nos ver as pessoas mais bonitas?!!!

Purpurina
Há cerca de dois anos que, em certos contextos, só vemos as pessoas de máscara. É o caso de cabeleireiras, esteticistas, funcionários de lojas, restaurantes, entre muitos outros. Um dia destes, dei por mim a refletir num fenómeno que achei interessante e que, julgo, atingirá a maior parte de nós. Quando tenho algum tempo para conversar com alguém que está de máscara, imagino o seu rosto de determinada forma, de acordo com as impressões que tenho da pessoa. Se é uma pessoa (...)
Qua | 10.03.21

Um dia típico #1

A maratona matinal

Purpurina
É de manhã, os miúdos estão na escola e está um lindo dia de sol. Abro as janelas dos quartos para arejar a casa. Ahhhh que ideia genial! Na minha mente forma-se a bonita imagem de um estendal cheio de roupa a secar. Neste sentido, agarro no cesto de roupa que deixei a lavar de noite (para poupar eletricidade) e sinto um calor imenso.  Volto a casa para deixar o casaco e, mal ponho os pés fora do apartamento, sinto a porta a fechar-se atrás de mim com estrondo. Do outro lado (...)
Qua | 30.09.20

A entrada para o 1º ano da escola primária

Nos anos 80

Purpurina
  Lembro-me vagamente do meu primeiro dia de escola. Lembro-me de estar num pavilhão grande cheio de pessoas, com a minha mãe, e a determinada altura chamarem o meu nome para me juntar a um grupo de crianças que seriam da minha turma. Havia muitas crianças a chorar e eu não entendia porquê.  Eu não chorava. Eu nem percebia bem o que estava a acontecer. Tinha 5 anos e não me recordo de me terem falado muito na escola. Não estava receosa nem entusiasmada. Não sabia bem ao que (...)