Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Seg | 14.09.20

Como fazer uma criança tomar um remédio muito amargo?!

Purpurina
A Lara apanhou uma infeção bacteriana, comum em crianças da idade dela, mas que implicou a tomada de um antibiótico específico que não existe em xarope. Assim, ela tinha umas cápsulas enormes para tomar, de 8 em 8 horas, durante uma semana. A solução da pediatra foi desfazer o conteúdo da cápsula numa colher com água para a Lara conseguir tomar. Acontece que o sabor daquele pó é intragável (o Milton confirmou) e a Lara recusava-se a tomar aquilo. Na primeira vez cuspiu o (...)
Qui | 13.08.20

O Eduardo fez 2 anos

Purpurina
O meu rapaz fez 2 anos no primeiro dia de agosto. Às vezes parece ter mais, quando se mexe com uma desenvoltura de menino grande, noutras, parece ter menos, quando tento que faça xixi no bacio e ele, claramente, não atenta minimamente no que é esperado dele. O Eduardo tem uma energia e uma capacidade de se mover com destreza que me deixa quase chocada. Acho que os rapazes são mesmo assim mas nunca na vida pensei que, molengona como sou, pudesse dar origem a um ser humano tão enérgico. Já subiu 2 vezes para o beliche da Lara. É capaz de subir escadas de estruturas desportivas até ao último degrau, se não o impedirmos. Na praia, desde que saiba que estamos por perto, avança com confiança para a água e não se apoquenta nada (...)
Sex | 05.06.20

O regresso à creche depois da quarentena

Purpurina
Ficámos todos em casa durante dois meses. O Milton saía para fazer as compras e mais nada. Íamos ocasionalmente à varanda comum do prédio, mas a maior parte dos dias era passada no nosso apartamento. E foi muito bom. Foi ótimo estar 24 horas por dia com os nossos filhos, a conhece-los melhor, a brincar mais com eles e a fazer uma série de coisas que nunca imaginámos possível: trabalhar com os três em casa e, ao mesmo tempo, cozinhar, fazer limpezas e tratar de tudo o que é (...)
Seg | 18.05.20

Maria #39

Purpurina
A Maria gosta de leite frio. A Lara gosta de leite morno. Enganei-me uma ou duas vezes com o leite da Maria e dei-lhe morno. Parece que este meu lapso foi marcante. Numa destas tardes a Maria pediu-me leite e um pão com manteiga para lanchar.  Preparei tudo e chamei-a para lanchar. Ao ver o copo com leite, olhou para ele desconfiada e disse: "Mãeeee, eu gosto de leite frio." Respondo que sei disso e que o seu leite está fresquinho, como ela gosta. Responde-me ela, com (...)
Ter | 25.02.20

O pai é, literalmente, um cocó

Purpurina
Na festa de Carnaval da escola dos miúdos vi 3 pais mascarados: o Milton, um dos amigos que foram connosco à festa e um outro pai, que também conhecemos fora da escola. Mães mascaradas (e muito giras) havia muitas. Crianças, todas. Pais 3. Eu não gosto de Carnaval. Pessoalmente, acho uma festividade bem dispensável. Sou tímida, reservada e tenho medo de pessoas cuja cara não posso ver. Até divaguei sobre este meu desagrado aqui (...)
Qua | 05.02.20

Coisas de pessoas que têm 3 filhos pequenos

Purpurina
  Eu estou de férias e o Milton está a trabalhar em casa. A determinada altura da tarde, o Milton resolve dormir uma pequena sesta. Eu continuo a fazer as minhas coisas, faço a minha sessão de 30 minutos de yoga e, pelas 18h00, acordo o Milton para irmos buscar as crianças à escola (já muito mais tarde do que era suposto). Acordo o Milton a custo, pois estava a bom dormir. A cara dele é do mais estremunhado que há. Digo-lhe: "São 6 horas Milton, temos que ir." Diz ele: (...)
Seg | 02.12.19

Mensagem para mães que sentem "Culpa"

Purpurina
  Nos últimos tempos, tenho sentido uma dificuldade maior em encontrar paciência e sabedoria para gerir as frustrações dos miúdos (e as minhas). Se consigo ser calma e assertiva durante os primeiros desafios da manhã, as saídas de casa acabam por ser quase sempre num ambiente de “stress” e aborrecimento. Com isto, umas vezes sinto que devia ralhar menos com os miúdos, outras sinto que devia chamar-lhes mais a atenção para certos comportamentos, outras vezes sinto que devia (...)
Dom | 24.11.19

Maria #31 Perguntas e Respostas

Purpurina
Respostas da Maria, com 3 anos 1- Qual o nome da mãe ? Mãe Carla. Carla Sofia. 2- A mãe é gorda ou magra? Magra. 3- Alta ou baixa? Baixa. 4- O que a mãe gosta de comer? Ervilhas. 5- O que a mãe gosta mais de vestir? Vestidos. 6- Quantos anos a mãe tem? 39 (What?!!!!!!)   (Voltei a perguntar no fim das outras perguntas e ela disse 38. Depois perguntou-me quantos anos eu tinha, eu rrespondi e ela disse: 37. Ufa) 7- Quantos kg a mãe pesa? 5. 8- Que presente gostarias de dar (...)
Ter | 01.10.19

O nosso fim de semana em imagens #5

Purpurina
O nosso fim de semana foi fantástico! A primeira coisa excelente foi termos começado a fazer coisas com os miúdos na sexta-feira à noite, o que nos deu a sensação de que o fim de semana "alargou" e que durou mais do que dois dias. O tempo esteve bom, existiram atividades giras para os miúdos em Ponta Delgada e pudemos reunir-nos com amigos. Temos aqui a fórmula de sucesso para um bom fim de semana: boa disposição + boa companhia + bom tempo. Na verdade só precisamos de boa (...)
Qua | 10.04.19

Passei um fim de semana a brincar com bonecas

Purpurina
A "Teresa" a fazer yoga no seu tapete. Neste fim de semana não nos apeteceu sair muito de casa. Saímos no sábado de manhã para um parque infantil novo onde ficámos até à hora de almoço e foi só. O resto do fim de semana foi todo em casa. O tempo não estava grande coisa e tendo em consideração a logística que implica sair com três crianças pequenas, optámos por passar o fim de semana a brincar com os miúdos no conforto do lar. Assim, entre outras atividades e (...)
Qui | 17.01.19

Eu tinha tantas certezas antes de ter filhos

Purpurina
Mesmo antes de saber que queria ser mãe, sabia exatamente como deveria ser educada uma criança. Sabia exatamente o que era e o que não era admissível e que tipo de atitude se devia ter em cada situação. Agora, que tenho 3 filhos, as minhas certezas anteriores dão-me vontade de rir... e de chorar. Perdi a conta aos livros que li sobre educação, sobre bebés, crianças, parentalidade, disciplina positiva, birras, alimentação saudável e tantas outras coisas. E continuo a (...)
Sab | 12.01.19

Maria #19

Purpurina
  A Maria, com 2 anos e meio, está numa fase super engraçada de esconder coisas. Então, rouba um brinquedo da Lara, com o qual lhe tinhamos dito que não podia brincar (podem existir diversos motivos para isso desde ter batido com o brinquedo na Lara ou ter tentado parti-lo ou ser perigoso para ela) e esconde-o dentro de qualquer coisa com um ar muito comprometido. Depois olha para nós e diz: "A Maria escondeu. Agora não há!" E nisto vão desaparecendo objetos da casa e (...)
Ter | 18.12.18

"Irmãos sem ciúmes": Este livro não é nada aquilo que eu esperava

Purpurina
  Recomendaram-me o livro: "Irmãos sem ciúmes" e decidi comprá-lo. Já o li quase todo e tenho-o sublinhado em várias páginas. Tem informação bastante relevante e útil e não posso dizer que me tenha arrependido de o ter comprado. É um livro a que vou voltar, certamente, muitas vezes e que me tem ajudado a alterar o meu comportamento e, consequentemente, o comportamento das minhas filhas. Todavia, a forma como o livro é escrito e a forma como as ideias são expostas, (...)
Qui | 22.11.18

A primeira vez que o Eduardo chorou mesmo a sério

Purpurina
Foi aos dois meses e meio e, quando o ouvi a chorar na sala, fiquei um pouco aflita. Desde que nasceu nunca o tinha ouvido a chorar de forma tão estridente. Geralmente só mostra desagrado quando tem fome ou quer colo e só chega a choramingar se não for atendido logo (e ainda tem uma tolerância de alguns minutos). Mas naquele momento estava a chorar a plenos pulmões, aos gritos. Cheguei à sala e vi-o na espreguiçadeira, vermelhíssimo e aos gritos.  Fiquei um bocado (...)
Ter | 13.11.18

Grandes desafios de uma mãe de três

Purpurina
Eu e o Milton começamos os nossos dias a tirar 3 fraldas. A Lara e a Maria só usam de noite mas, ainda assim, lidamos com muitas fraldas por dia.  Esta conversa só serve para justificar a foto porque os grandes desafios que experimentamos nestes dias pouco têm a ver com as fraldas. Na última semana, a Maria esteve com amigdalite e ficou comigo e com o bebé em casa e devo dizer que foram os dias mais desafiantes que tive como mãe. Os fins de semana que passamos a 5 em casa (...)
Sab | 03.11.18

Os nossos fins de semana com 3 crianças pequenas

Purpurina
  Geralmente ficamos por casa de manhã. Um de nós trata dos miúdos e o outro dos afazeres da casa como a comida e a arrumação mínima da casa. De tarde, se o tempo o permitir, saímos todos para um jardim ou parque. Encontramo-nos com amigos muitas vezes e passamos tardes com os miúdos a brincar.    Se estiver a chover ficamos em casa e temos mesmo que fazer atividades diferentes e que sejam divertidas para a Lara e para a Maria. Encontram algumas aqui no blogue. Tentamos (...)
Seg | 29.10.18

Conversas da Lara #17

Purpurina
  Num dia destes a Lara ficou comigo em casa porque tinha tido um pouco de febre no dia anterior. Como estou de licença de maternidade também gosto de aproveitar para ficar com ela em casa o que já corre muito bem, mesmo com o Eduardo tão pequeno. Estávamos nós a brincar com uns blocos no quarto e a conversar quando lhe pergunto o que é que ela gosta mais no pai. Diz a Lara: "Eu e o pai gostamos os dois de maionaise. E de camarão." Eu expliquei-lhe que isso era o que ela (...)
Sex | 26.10.18

Atividades para crianças #8

Purpurina
 A melhor forma de passarmos o fim de semana em família é mesmo fora de casa: em parques infantis, em parques florestais, jardins ou qualquer outro sítio junto da natureza. Se for com amigos e outras crianças ainda melhor, é uma festa e uma animação. No verão ou sempre que esteja bom tempo saímos de casa, é garantido. E uma das atividades mais engraçadas para fazer com os miúdos, no exterior é pinturas com os pés. A Lara fez e adorou.  Fizemos num piquenique (...)
Qui | 18.10.18

Coisas de pai e filha

Purpurina
  O Milton e a Lara têm as suas próprias "tradições" e as coisas que gostam de fazer só os dois. Cozinhar é uma dessas coisas. Eu não tenho tanta paciência para ficar a cozinhar com os miúdos. Normalmente quero despachar as coisas e cozinho a uma hora em que estejam todos a dormir (ou à noite, depois das 22h00, ou logo de manhã, antes das 7h00). Já o Milton tem muito jeito e paciência para colocar as miúdas a cozinhar com ele (até a Maria já o faz). Eles deixa-as (...)