Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Ter | 12.07.22

Vou continuar a comprar manteiga de amendoim da Prozis

Purpurina
Os meus filhos gostam muito de manteiga de amendoim. Eu também.  E, aqueles frascos enormes de manteiga de amendoim da Prozis são muito práticos para nós. Ainda por cima a manteiga de amendoim é saborosa. Se concordo com a posição do dono da Prozis sobre o aborto? Não. Não penso como ele. Não concordo com o que ele diz. Todavia, acho que ele tem o direito de o dizer. Sou pela liberdade de expressão, com as devidas exceções. O Miguel Milhão não deve dizer que viu alguém (...)
Ter | 29.03.22

Bofetadas em tempos de liberdade e de guerra

Purpurina
Como é que eu posso começar isto? Nem sei. Bom... posso começar por dizer que, se fosse bater em todas as pessoas que oiço dizerem coisas escusadas, levava uma boa parte do dia nisso. Ou, pelo menos, a parte do dia em que não estivesse a esquivar-me de algumas bofetadas dirigidas à minha face. O que vi ontem a acontecer foi algo que considero absurdo. Vi um homem que trabalha com o humor, essa argamassa tão complexa e subjetiva, dar uma bofetada a um colega, que estava no (...)
Qui | 03.03.22

A paz começa em cada um de nós e materializa-se nos nossos gestos e nas nossas palavras.

Purpurina
Todos conhecem a realidade que estamos a viver.  Muito se tem dito, escrito e opinado sobre a situação na Ucrânia. Felizmente, parece haver uma onda mundial de solidariedade para com este povo que nos comove, todos os dias, com a sua coragem e com a sua dignidade. Estou com eles. Choro com eles. Sou contra qualquer tipo de guerra, contra qualquer tipo de violência e de atentado à integridade física e psicológica das pessoas.  Sou contra o incentivo ao ódio.  Sou pela paz e (...)
Qui | 24.02.22

Um pensamento inconsequente sobre a atualidade

Purpurina
Quando era pequena, à semelhança da maior parte das crianças, acreditava que os adultos sabiam tudo, controlavam tudo e resolviam tudo. Acreditava, sobretudo, que quando eu fosse adulta, seria uma espécie de ser superior, todo poderoso e todo sapiente, incapaz de sentir medo e capaz de fazer tudo o que quisesse com toda a eficácia. Claro que não tive em conta desafios externos, a necessidade de gerir a minha vontade tendo em consideração também a vontade dos outros, a dificuldade (...)
Seg | 17.01.22

Devíamos ser todos Ringo Starr

Análise muito leviana do documentário: "The Beatles: Get Back"

Purpurina
Dois apontamentos antes de começar a revelar os meus pensamentos sobre o documentário: 1- Para quem não souber, trata-se de um documentário de Peter Jackson (diretor de "O Senhor dos Anéis"), que retrata a gravação do último álbum dos Beatles. A narrativa deste documentário foi construída a partir de mais de 60 horas de imagens e 150 horas de áudio, inéditos. No filme documental vemos os quatro músicos a compor temas novos, num retrato que os humaniza mostrando-os a (...)
Sex | 12.03.21

Meditação guiada e uma questão para desenvolver em psicoterapia

Purpurina
Sabem quando fazemos uma meditação guiada e, a determinada altura, somos conduzidos para um lugar seguro, agradável e tranquilo? Normalmente é um local luminoso, com água por perto, árvores, ervinhas, animais queridos e pessoas amistosas. Às vezes até existem umas pedras envolvidas, umas joias e umas luzes. É aqui que eu tenho um problema com a meditação guiada. Bom... é aqui que tenho mais um problema com a meditação guiada. O primeiro começa logo no inicio. Não gosto (...)
Sab | 16.01.21

Nunca tive tanta vontade de votar...

Purpurina
Votei em quase todas as eleições, nem que fosse em branco, desde os 18 anos.  Se não o fiz duas ou três vezes, foi muito. Nunca me lembro de ter votado num candidato, com fortes convicções. Nunca fui muito chegada a política e, francamente, nos últimos anos não me revejo em nenhum partido e em nenhum candidato.  Voto porque é meu direito e por respeito a todos os que lutaram para que eu tivesse esta liberdade. Respeito, também, quem opta por não votar. Nem poderia ser (...)
Ter | 10.11.20

Eu e ele votámos em partidos diferentes, nos Açores

Purpurina
Conversámos sobre isso, como conversamos sempre, e nem um nem outro tínhamos muita certeza em quem iríamos votar desta vez. Ele estava mais bem informado que eu acerca dos programas dos diferentes partidos. Eu, sem muita pujança mental para estudar programas eleitorais, decidi em quem votar já com o papel e a caneta na mão. Claro que votei de forma minimamente consciente, sabendo o que defende o partido em quem votei. Mas, o facto é que existem muitas coisas em jogo. Quando (...)
Qua | 28.10.20

Covid-19 - Mudei de opinião sobre este assunto

Purpurina
  Quando tudo começou, ainda na China, começaram a soar alarmes na minha cabeça. Sou hipocondríaca e penso nas questões de saúde de uma forma exagerada. Quando o Covid-19 chegou à Europa, deixei de cumprimentar pessoas e de ir a convívios com muitas pessoas. Adiei viagens muito antes de tudo parar. Agi pelo medo e creio que isso era compreensível. Passei a desinfetar comida e a afastar-me das pessoas na rua. Aplaudi o confinamento e encarei-o como um sacrifício de poucos (...)