Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Seg | 29.08.22

A primeira viagem com os meus três filhos para fora do país

Férias na Gran Canária #1

Purpurina
Viajar é uma das coisas que me fazem respirar com o ânimo de uma criança que antecipa uma brincadeira nova. Ainda se lembram como costumava ser? Viajar, para mim, é um dos aspetos maravilhosos de existir.  E, nos últimos anos, não o tenho feito com a frequência que gostaria.  Primeiro era o medo de viajar com várias crianças pequenas. Uma pessoa começou a ter filhos de dois em dois anos e, quando dei por mim, tinha três crianças pequenas, em fases diferentes de (...)
Qui | 25.08.22

Fomos a uma piscina natural no meio do oceano

Purpurina
Tento guardar sempre cinco dias de férias para os aniversários (o meu, o do Milton e dos nossos três filhos). Mesmo que a festa de aniversário seja noutro dia, procuramos fazer alguma coisa especial no dia de aniversário de um membro da família. Este ano, no dia de aniversário do Eduardo decidimos ir ao ilhéu de Vila Franca do Campo, onde existe uma piscina natural de água do mar, calminha e sem ondas, bem no meio do oceano. Já não ia lá há uns dez anos e nunca fui com (...)
Qui | 16.12.21

Três filmes franceses que nos tornam mais felizes

Purpurina
Antes, não gostava de comédias.  Gostava de um bom drama, de um filme de suspense e até de filmes terror (género que, agora, dispenso grandemente). Já de cinema francês, sempre gostei muito. Talvez por achar que a realidade francesa e a portuguesa sejam semelhantes, ou por reconhecer qualidade na produção e realização dos filmes, ou por achar a língua bonita... não sei dizer ao certo, mas adoro o cinema francês. Depois de ver “A Vida de Brian”, comecei a ver os filmes de (...)
Qui | 28.10.21

Um dos meus (poucos) vícios

Purpurina
Comer sem cozinhar. Afirmo com convicção que, se não tivesse mais onde investir o dinheiro, investia muito em bons restaurantes. Como até tenho onde investir o dinheiro, não faço disto um vício (ao contrário do que o título indica), mas uma coisa especial para fazer de vez em quando. E, nos Açores, come-se mesmo muito bem: peixe, carne, marisco, vegetais, doces... há por onde escolher. O problema é que a coisa está cada vez mais inflacionada, mas, de facto, não me importo (...)
Qua | 01.09.21

Primeira vez a acampar com os miúdos #2

Tudo o que fizemos nas Furnas

Purpurina
Passámos 3 noites e 3 dias nas Furnas. Já lá tínhamos estado, dezenas de vezes, com e sem os miúdos. Ainda assim, houve espaço para fazer coisas que nunca tínhamos feito. Eis o que fizemos de especial: - Estivemos um dia inteiro na praia, mesmo até ao final da tarde.  Pode não parecer nada de especial, mas já nem me lembro há quantos anos eu não fazia isso. Provavelmente, desde criança. Os miúdos, claro, adoraram. Energia não lhes faltava para correr, para se enfiarem (...)
Sex | 09.07.21

Um dia de férias

Purpurina
Tirei um dia de férias. Sozinha. E o que é que uma pessoa faz num dia de férias? - Recados, claro. Trocar umas canetas dos miúdos. Comprar umas coisas que estão em falta. Entregar umas faturas no trabalho. Ir à biblioteca buscar 15 livros para os filhos se entreterem depois da escola. Mas não só, que eu ainda não estou maluca. Estava a precisar mesmo de férias, de uns momentos sozinha, nem que fosse uma hora ou duas. De modo que fui, também, tomar o pequeno- almoço com (...)
Qui | 10.06.21

O nosso primeiro trilho em família

Purpurina
Exatamente um dia antes de começarmos o desfralde do Eduardo, fizemos o nosso primeiro trilho em família. Na verdade, não foi nada planeado. Decidimos ir passar o sábado às Furnas, sem mais planos que isso.  Connosco levámos água, sandes, iogurtes, bolachas, fruta, bicicletas para os miúdos e roupa a menos. Chegámos à lagoa das Furnas, tirámos as bicicletas e fomos logo inundados por aquela beleza que nunca nos deixa de fascinar, mesmo depois de termos estado naquele sitio (...)
Dom | 17.02.19

O meu vício desde que engravidei da Maria

Purpurina
É comer gelados. Sempre gostei de sobremesas lácteas mas nunca liguei especialmente a gelados. Lembro-me que a primeira vez que gostei mesmo de comer um gelado foi em Itália mas, mesmo depois disso, nunca comi muitos gelados apesar de passar a preferir os artesanais italianos. Quando engravidei da Maria e depois de perceber que não tinha diabetes gestacional, passei a comer quase um Magnum amêndoa por dia. E, a partir daí, como gelados sempre que posso (mas não todos os dias, claro). (...)
Qui | 20.12.18

Afinal a Carla vê televisão. A Carla vê o Pesadelo na Cozinha.

Purpurina
Confesso que é um "guilty pleasure" que partilho com o Milton, até porque me "gabo" de não ver televisão há muitos anos. Cá em casa temos apenas os canais livres (não temos Tv cabo) e o Netflix. Mas nunca vemos outra coisa que não seja o Netflix, uma hora à noite (se tanto) quando os miúdos estão a dormir. Mas um dia, sem querer, passámos na TVi e estava a dar o "Pesadelo na Cozinha". Aquilo suscitou-nos a curiosidade e por ali ficámos, deliciados a ver até ao fim. E (...)