Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Qua | 30.08.17

As nossas conversas #10

Purpurina
Comprei uns chinelos no chinês, por cerca de 3 euros, para usar nas aulas de natação (durante um curso intensivo de 8 dias).São branquinhos, giros, e uso-os em casa. Ontem, quando fomos dar um passeio à noite, esqueci-me de trocar de chinelos e levei esses.A dada altura começa a doer-me um pé, num sítio em que o chinelo fazia fricção ao andar. Tive que me amanhar até casa com alguma dificuldade (por pouco não fui descalça o resto do caminho).De noite, na cama, queixo-me de ter (...)
Seg | 14.08.17

As nossas conversas #9

Purpurina
Já ia a noite bem mandada, estava eu a ver o maluco beleza e o Milton a tratar de "burocracias" da casa.A determinada altura ele pega na conta da Nespresso, que ainda estava presa à caixa de cápsulas que tinha chegado à tarde.Exclama ele:"30 euros de café?!!!"Respondo-lhe eu: "Estás a reclamar? Compramos esse café por tua causa, que tens vómitos quando bebes outro qualquer. Sabes que eu fico satisfeita com café instantaneo da marca Dia. Quando quiseres passar de 30 euros para 3 (...)
Dom | 30.07.17

As nossas conversas #8

Purpurina
 Somos um casal bastante típico, completamente revelador das diferenças básicas entre o cérebro do homem e o cérebro da mulher. Eis o cenário: De manhã, no carro, a caminho do trabalho e depois de termos deixado as miúdas na creche. Eu: “Blá, blá, blá, blá, blá (banalidades várias)” Eu: “Blá, blá, blá, blá, blá (coisas do dia a dia várias)” Eu: “Blá, blá, blá, blá, blá (assuntos domésticos vários)” Eu: “Blá, blá, blá, blá, blá (...)
Sab | 29.07.17

As nossas conversas #7

Purpurina
 Ao fim da tarde, em casa, com a Maria ao colo, tenho a seguinte conversação com o Milton: Eu: “Quando pegas na Maria ao colo não sentes muitas borboletas na barriga?” Ele: “Não. Sinto é muitas dores nas costas.”
Dom | 11.06.17

A nossa interessante conversa de ontem!!!!

Purpurina
   Estamos a lavar a loiça e a arrumá-la na cozinha. Como habitualmente eu falo sobre um assunto qualquer.O Milton deve estar particularmente cansado porque, durante toda a conversa, as únicas respostas dele são um arquear de sobrancelhas ou um torcer de nariz. Seguidos. Durante a conversa toda é a cara dele a acenar que sim e a repuxar daqui e dali em resposta. 
Seg | 06.02.17

As nossas conversas #6

Purpurina
À noite, já com as miúdas deitadas, começamos a ver uma comédia francesa.   Eu:   “Gosto muito de cinema francês. Acho que é o meu “tipo” de cinema preferido. E o teu qual é?”   Ele:   “O meu “tipo” de cinema preferido é o Bom.”
Sex | 20.01.17

Conversas de viagem #1

Purpurina
Nós, a caminho das Sete Cidades:Eu: "Porque é que estás sempre a travar?"Ele: " Para diminuir a velocidade do carro e não bater nas paredes."Eu: "Mas é mesmo preciso estar sempre a travar? Reduzir a mudança não é suficiente?"Ele: "Só se o carro fosse em primeira e o barulho faz-te impressão."Eu: "Mas de certeza que em segunda tens que travar de 10 em 10 segundos? Ali à frente já acaba a descida e tens uma reta, não me parece que corras o perigo de excesso de velocidade..."E (...)
Sex | 22.04.16

As nossas conversas #5

Purpurina
   Parece que o meu namorado tem uma cena com um grupo de amigos, uma espécie de clube das pimentas, que consiste em juntarem-se todos, ocasionalmente, na casa de um para confeccionarem e degustarem um jantar picante. Por jantar picante entenda-se um jantar onde o ingrediente principal é uma mixórdia de pimentas extremamente picantes, capaz de fazer um açoriano de barba rija chorar e transpirar por todos os poros, e não um jantar seguido de uma sessão privada de lap dance. Pelo (...)
Sab | 02.04.16

As nossas conversas #4

Purpurina
De manhã, na casa de banho, enquanto me penteio.   Eu: "Opá estou com um cabelo fantástico! Já cresceu, está volumoso e tem um aspeto mesmo saudável! É pena que, depois do parto vá cair outra vez. Se calhar devia prevenir isso e usar qualquer coisa antes que comece a cair. O que achas?"   Ele: "Acho que devias experimentar cola."
Seg | 15.02.16

As nossas conversas #2

Purpurina
À noite, enquanto arrumamos a cozinha.   Eu: Para além do feltro para fazer as letras para a Lara, da caixinha de papel com corujas coloridas e do puzzle com letras, também comprei no chinês etiquetas para os frascos de especiarias.   Ele: Mas essas etiquetas não eram para a lancheira da Lara?   Eu: Não. Isso são outras. Para além dessas comprei etiquetas para os porta documentos e para os frascos de especiarias.   Ele: Mas o que é que não trouxeste do chinês?! Deixaste (...)
Ter | 02.02.16

As nossas conversas #1

Purpurina
Estou longe de ser o tipo de rapariga que passa mil cremes e loções no corpo antes de dormir. Sou mais do tipo rústico hipocondríaco que, no inverno tem uma grande tendência para as constipações, cieiro, aftas e herpes.   Dito assim até parece que ando a cair aos bocados. Não chega a tanto. Mas, para prevenir contágios desnecessários, costumo dispensar as beijocas maritais quando estou com herpes ou constipada, o que tem acontecido muito nas últimas semanas.   Finalmente (...)
Dom | 24.01.16

Conversas de fim de dia - Eu e ele

Purpurina
Cenário: Estamos a entrar no quarto. Eu já lá dentro e ele à porta. Estamos a menos de um metro  um do outro.   Eu: Podes ir até à sala e trazer-me o livro que estou a ler?  Ele (muito serenamente): Mas porque não vais lá tu? Estamos quase à mesma distância da sala.  Eu: Porque estou a pedir-te.  É uma gentileza que me fazes. Ele: Então e se eu te pedir que, por gentileza, vás lá tu?  Eu (muito sorridente): Claro que sim. Repara que é um (gentil) favor pessoal que te faço.
Dom | 22.06.14

Conversas matinais #1

Purpurina
Eu pelas 08h00 (depois da corrida):"Já acordado! Que tal uma corridinha pela manhã?"Ele: "Não. Estou muito ensonado ainda. Só consigo correr quando estou mais enérgico."Ele, passados 10 minutos:"Elá, este café é mesmo forte! Estão-se-me a vir as energia todas."Passados mais 10 minutos, ele continua com o rabo colado no sofá, e os dedos colados no iPad.