Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Ter | 07.05.24

Devaneios sobre Lisboa e Solidão

Purpurina
Uma das coisas que mais apreciava em Lisboa era o conforto que sentia entre desconhecidos. Sabem aquela expressão que se usa para descrever um sentimento de tristeza profunda que é estar só no meio de uma grande família ou de muitos conhecidos? Em Lisboa, eu sentia o oposto disso. Sentia-me muito confortável entre desconhecidos. Sentia isso ao percorrer a Avenida São Jorge Sozinha, ao ir ao cinema, ao passar a noite no apartamento que dividia com raparigas de quem nem me lembro o nome. Nin (...)
Sex | 09.02.24

Filósofos do Youtube #1 Terapia

Purpurina
Falava-se de alguém que estaria a fazer terapia com um psicólogo, sem grande sucesso tendo em consideração os seus comportamentos agressivos e desprovidos de razão, quando alguém disse: "Uma sessão de terapia não é uma sessão de exorcismo."
Ter | 18.07.23

1º dia de Férias: os livros

Purpurina
Tirei uma semana de férias. Sozinha. 5 dias inteirinhos sozinha. Parece um sonho! Estava mesmo a precisar. Mas, vamos lá contextualizar isto. Não tive esta boa vontade toda com a minha pessoa sem um motivo muito utilitário (não que precisasse de o ter). Tirei férias para fazer limpezas, destralhar, encher caixotes, lavar paredes, enfim... E foi o que fiz na 1ª parte do dia. Limpei a casa, tratei de pendências várias e fiz uma coisa maravilhosa por mim: fui à biblioteca e (...)
Qui | 18.11.21

O dia em que descobri a Filosofia como disciplina

Purpurina
Tinha 14 anos e estava no 10º ano, na primeira aula de Filosofia. Provavelmente a professora estaria a falar dos conteúdos que íamos dar durante o ano ou algo do género e eu fiquei logo extremamente surpreendida. Lembro-me perfeitamente de ter pensado: "A sério que é isto que vou estudar?! Pode ser mesmo real o facto da matéria escolar ser tudo o que povoa a minha mente desde que me lembro de existir?!" Achei aquilo extraordinário! Nunca imaginei, ao longo do meu percurso (...)
Seg | 04.02.19

Uma pequena reflexão sobre a Black Friday que se aplica a tudo na vida

Purpurina
Há aqueles que vão a correr às lojas para comprar tudo o que puderem. Há aqueles que, ao verem vídeos dos primeiros viralizados nas Redes Sociais, se indignam e dizem que a humanidade está perdida. Há aqueles que se indignam com os segundos por serem os juízes de bancada do Facebook. E há aqueles que, não tendo nada de interessante ou pertinente para dizer, ficam em silêncio.
Dom | 28.10.18

Faz o que eu digo e não o que eu faço

Purpurina
  Ora estava eu com a Lara muito sossegadas no sofá a conversar, quando ela diz:   "Isto é do caraças." Depois olha para mim e pergunta: "Caraças é uma palavra feia, não é?" Ao que respondo:   "Agora que falas nisso, é pois." "E não devemos dizer palavras feias." Lara: "Porquê?" E, Carla, a coacher debita assim: "Sabes filha, é maravilhoso ter este corpo humano cheio de funcionalidades fantásticas: temos olhos, pernas, mãos, boca, nariz, ouvidos, cérebro. Assim (...)