Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Sex | 08.01.21

Quarentena "round 3"- 3 aspetos positivos disto

Purpurina
E lá vamos nós outra vez.  A trabalhar em casa com miúdos pequenos. Vejamos as coisas pelo lado positivo: - Experiência não nos falta. - Se estamos a trabalhar em casa é porque temos trabalho. - Existem tablets. Não me apraz dizer muito mais sobre isto. Talvez não me apeteça falar dos testes feitos a crianças, nos rastreios escolares, muitas vezes com elas tão nervosas e desesperadas que têm que ser agarradas por 4 pessoas. E também não me apetece falar daquela (...)
Ter | 10.11.20

Eu e ele votámos em partidos diferentes, nos Açores

Purpurina
Conversámos sobre isso, como conversamos sempre, e nem um nem outro tínhamos muita certeza em quem iríamos votar desta vez. Ele estava mais bem informado que eu acerca dos programas dos diferentes partidos. Eu, sem muita pujança mental para estudar programas eleitorais, decidi em quem votar já com o papel e a caneta na mão. Claro que votei de forma minimamente consciente, sabendo o que defende o partido em quem votei. Mas, o facto é que existem muitas coisas em jogo. Quando (...)
Qua | 28.10.20

Covid-19 - Mudei de opinião sobre este assunto

Purpurina
  Quando tudo começou, ainda na China, começaram a soar alarmes na minha cabeça. Sou hipocondríaca e penso nas questões de saúde de uma forma exagerada. Quando o Covid-19 chegou à Europa, deixei de cumprimentar pessoas e de ir a convívios com muitas pessoas. Adiei viagens muito antes de tudo parar. Agi pelo medo e creio que isso era compreensível. Passei a desinfetar comida e a afastar-me das pessoas na rua. Aplaudi o confinamento e encarei-o como um sacrifício de poucos (...)
Qui | 26.09.19

A verdadeira questão que se coloca em relação à "polémica" música do Valete BFF

Purpurina
Vi hoje, pela primeira vez, o "polémico" vídeo (da música BFF) do rapper Valete. A letra da música e o vídeo retratam uma situação de adultério e de violência, o que gerou uma onda de indignação nas Redes Sociais. As opiniões dividem-se entre os que consideram o vídeo extremamente ofensivo e os que o consideram apenas uma obra artística que, como tal, não deve sofrer nenhum tipo de censura. A discussão tem-se centrado à volta dos limites da liberdade de expressão (...)