Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Qui | 30.07.20

Cor de pele

Purpurina
Há uns tempos a Lara pediu-me um lápis cor de pele para pintar o desenho de uma menina num livro de colorir. Fiquei bastante surpreendida porque, tanto quanto me podia lembrar, nunca tinha ouvido tal coisa. Nem em criança, nem em adulta. Expliquei-lhe porque não era correto chamar cor de pele a um lápis. Hoje foi a vez da Maria. Pega num lápis bege e refere-se a ele como cor de pele. "Maria, esse lápis não é cor de pele." Diz ela: "Claro que é." Pego num lápis azul e (...)
Qui | 09.04.20

Estamos a aprender a valorizar o outro como nunca o fizemos

Purpurina
Todos, sem exceção. De repente, percebemos o valor dos médicos. Mas não só. Percebemos o valor de quem transporta as mercadorias, de quem faz a reposição dos supermercados, de quem nos atende numa caixa de supermercado. Percebemos o valor dos agricultores, dos carteiros, dos estafetas, dos operários fabris, dos polícias, dos professores, dos educadores de infância, dos enfermeiros.  Percebemos que, às vezes, as pessoas que lutam muito por melhores condições de trabalho (...)
Ter | 07.01.20

Lara #30

A Festa de Natal da escola

Purpurina
  Este ano a Lara foi cantar, num coro de meninos, e declamar sozinha uma quadra de um poema sobre o Natal. Cada menino iria declamar uma quadra, saindo do coro e pegando num microfone que estava na parte da frente do palco. Ela é tímida e calculei que a parte de declamar sozinha 4 linhas seria um grande desafio. No dia da festa parecia saber tudo de cor e mostrava-se relativamente tranquila. Já no público, com o Eduardo ao colo e as meninas nas suas posições, junto das suas (...)
Ter | 10.12.19

Ahhhhhh os maravilhosos TPC artísticos...

Purpurina
Ah, como é gratificante ter trazer trabalhos manuais para fazer em casa com os filhos (só que não). Estes são os mais recentes: o prato da Maria e o triângulo da Lara. O que vale é que a Lara gosta muito destas coisas e faz praticamente tudo sozinha. No trabalho dela só fiz mesmo o desenho do presépio. Seja como for, e apesar da minha falta de "boa vontade" em relação a estes trabalhos, ficam aqui registados para que as minhas filhas vejam como eu me esforço (ahahahahah).    
Qua | 04.12.19

3 coisas de que preciso para manter a minha sanidade mental

Purpurina
  Dormir. Deitar-me mais cedo e acordar mais cedo. Obrigar-me, mesmo, a deitar-me mais cedo. Mas, com a quantidade de coisas “extra domésticas” que quero fazer todos os dias só me deitaria cedo se bebesse uma garrafa de vinho tinto às 17h00.   Organizar-me e parar de pensar demais. Organizo-me bem. Que remédio! Com 3 filhos pequenos e 35 pares de meias, 35 pares de cuecas, de calças, de camisolas, de pijamas e de toalhas para lavar todas as semanas, 35 refeições para fazer ao (...)
Seg | 02.12.19

Mensagem para mães que sentem "Culpa"

Purpurina
  Nos últimos tempos, tenho sentido uma dificuldade maior em encontrar paciência e sabedoria para gerir as frustrações dos miúdos (e as minhas). Se consigo ser calma e assertiva durante os primeiros desafios da manhã, as saídas de casa acabam por ser quase sempre num ambiente de “stress” e aborrecimento. Com isto, umas vezes sinto que devia ralhar menos com os miúdos, outras sinto que devia chamar-lhes mais a atenção para certos comportamentos, outras vezes sinto que devia (...)
Ter | 19.11.19

Andei a evitar escrever este texto

Purpurina
Mas senti que era necessário. Sempre julguei que devia escrever sobre coisas essencialmente positivas e que pudessem acrescentar algo de bom à vida de alguém. Queria falar apenas do que fazia bem para poder dar informação útil e relevante às outras pessoas.  Não que quisesse parecer perfeita aos olhos dos outros, não era isso. Era mesmo porque pensava que contar as minhas falhas não iria acrescentar nada a ninguém. Até que, numa altura que andava muito aborrecida comigo (...)
Qui | 23.05.19

Este é o conto de fadas que quero contar aos meus filhos

Purpurina
Conheci "A Bela e o Monstro" há uns dias atrás, com o novo filme protagonizado pela Emma Watson. Confesso (mais uma vez) que não sou grande fã de Contos de Fadas. As protagonistas dizem-me pouco e, sinceramente, não encontro grande moral naquelas histórias de príncipes e princesas que queira contar aos meus filhos. Mas, por algum motivo, dei com o filme "The Beauty and the Beast" no Netflix e resolvi começar a ver. E fiquei maravilhada! Que filme maravilhoso! Quase que chorei a (...)
Ter | 20.11.18

Meditem todos os dias

Purpurina
  Comecei a meditar quando tinha 13 anos, no pico da adolescência e de um forte questionamento existencial. Na altura eu lia muito sobre todos os temas. Lia livros documentais, romances, livros de psicologia e até livros de fotografia. Lembro-me de estar na biblioteca antiga de Alpiarça, sentada sozinha numa mesa com um livro enorme do fotógrafo Sebastião Salgado, um livro em que peguei ao acaso e que me deixou fascinada durante horas, completamente presa ao impacto que as (...)
Ter | 13.11.18

Grandes desafios de uma mãe de três

Purpurina
Eu e o Milton começamos os nossos dias a tirar 3 fraldas. A Lara e a Maria só usam de noite mas, ainda assim, lidamos com muitas fraldas por dia.  Esta conversa só serve para justificar a foto porque os grandes desafios que experimentamos nestes dias pouco têm a ver com as fraldas. Na última semana, a Maria esteve com amigdalite e ficou comigo e com o bebé em casa e devo dizer que foram os dias mais desafiantes que tive como mãe. Os fins de semana que passamos a 5 em casa (...)
Qui | 08.11.18

Estou muito longe de ser uma mãe perfeita

Purpurina
  Mas quero acreditar que consigo ser melhor, a cada dia. Perfeita não quero ser, até porque é impossível por isso nem vale a pena querer. E, cá entre nós, ser perfeito parece ser extremamente aborrecido e sem graça nenhuma. Quem é que quer ser perfeito se somos tão interessantes nas nossas imperfeições? Quero ser uma mãe imperfeita que, apesar de ter uma personalidade impaciente e ansiosa, faz os filhos sentirem-se amados, queridos e felizes.  Acho que tenho poucas (...)
Dom | 28.10.18

Faz o que eu digo e não o que eu faço

Purpurina
  Ora estava eu com a Lara muito sossegadas no sofá a conversar, quando ela diz:   "Isto é do caraças." Depois olha para mim e pergunta: "Caraças é uma palavra feia, não é?" Ao que respondo:   "Agora que falas nisso, é pois." "E não devemos dizer palavras feias." Lara: "Porquê?" E, Carla, a coacher debita assim: "Sabes filha, é maravilhoso ter este corpo humano cheio de funcionalidades fantásticas: temos olhos, pernas, mãos, boca, nariz, ouvidos, cérebro. Assim (...)
Sab | 29.09.18

Tudo é melhor

Purpurina
  " Quando Banzan passeava num mercado, ouviu uma conversa entre um carniceiro e um cliente. - Dê-me o melhor bocado de carne que tem, disse o cliente. - Na minha loja, tudo é o melhor, respondeu o carniceiro. Não encontrará aqui nenhum bocado de carne que não seja o melhor! Ao ouvir estas palavras, Banzan tornou-se um iluminado."
Sab | 19.05.18

Qual o verdadeiro custo da moda?

Purpurina
    Eu compro roupa como toda a gente. Eu falo de roupa neste espaço, de peças de que gosto, de peças que compro, de promoções que estão a decorrer, entre outros. Há uns anos, quando vivia em Lisboa e trabalhava no Centro Comercial Colombo, fui uma grande consumista de roupa e sapatos. Tinha acesso rápido às primeiras peças de todas as coleções e todas as semanas comprava alguma coisa. Era raro sair e não sentir uma necessidade enorme de comprar algo novo para vestir.  Na (...)