Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Sex | 09.07.21

Um dia de férias

Purpurina
Tirei um dia de férias. Sozinha. E o que é que uma pessoa faz num dia de férias? - Recados, claro. Trocar umas canetas dos miúdos. Comprar umas coisas que estão em falta. Entregar umas faturas no trabalho. Ir à biblioteca buscar 15 livros para os filhos se entreterem depois da escola. Mas não só, que eu ainda não estou maluca. Estava a precisar mesmo de férias, de uns momentos sozinha, nem que fosse uma hora ou duas. De modo que fui, também, tomar o pequeno- almoço com (...)
Qua | 24.03.21

Confinamento round #3

Purpurina
As escolas fecharam outra vez. É a terceira vez desde o inicio da pandemia. Agora, em princípio, será por 3 semanas. Estou a encarar isto com um otimismo desconcertante. Explico porquê:  1- No primeiro confinamento era tudo muito novo e assustador. Não fazíamos ideia nenhuma de como iria ser e temíamos que fosse um caos. Foi um caos. Mas nós aguentámos heroicamente. Da minha parte não foi muito heroicamente porque coloquei assistência à família e estive mais dedicada (...)
Seg | 22.03.21

Eduardo #17 ou "Apetite Madrugador"

Purpurina
O meu filho Eduardo tem 2 anos e meio e é um grande comilão. Para nossa alegria, claro. Se ele pudesse passava o dia a comer: pão, bolachas, bananas e papas de aveia.  Acorda todos os dias entre as 6 e as 6h30 da manhã e a primeira coisa que diz é: "Quero comer papa de aveia." É isto todos os dias, sem exceção. Sempre a mesma frase e o mesmo pedido para o pequeno-almoço. Numa destas noites, acordou às 5h00 da manhã a pedir para comer papas de aveia. O pai, que o foi (...)
Qui | 18.03.21

Lara #43

A amorosa

Purpurina
No dia da mulher, a Lara chegou a casa com um cartão para mim, feito por ela. Ela estava à espera de fazer algo nas aulas, acho que pensava que era o dia da mãe e, como não fez, aproveitou o tempo na escola depois das aulas, para me fazer um cartão cheio de corações. E não foi um cartão qualquer. Foi um cartão em 3D, com uma borboleta que saltava  das núvens, quando o abria.  Fiquei tão feliz com o cartão da Lara que a enchi de beijos e abraços. Como é que uma (...)
Qua | 10.03.21

Um dia típico #1

A maratona matinal

Purpurina
É de manhã, os miúdos estão na escola e está um lindo dia de sol. Abro as janelas dos quartos para arejar a casa. Ahhhh que ideia genial! Na minha mente forma-se a bonita imagem de um estendal cheio de roupa a secar. Neste sentido, agarro no cesto de roupa que deixei a lavar de noite (para poupar eletricidade) e sinto um calor imenso.  Volto a casa para deixar o casaco e, mal ponho os pés fora do apartamento, sinto a porta a fechar-se atrás de mim com estrondo. Do outro lado (...)
Seg | 08.02.21

Porque é que ainda não comprámos uma casa nova?

Purpurina
Quem lê este blogue há algum tempo sabe que somos 5 cá em casa e que vivemos num T2, relativamente pequeno, sem varanda. Por isso, naturalmente, há uns bons meses que andamos a sondar o mercado imobiliário, à procura de uma moradia simpática para nós. Não está fácil, minha gente. Nada fácil. Quando comprámos o apartamento foi tudo muito rápido. Tinhamos umas duas opções, muito semelhantes, e acabámos por ficar com este. Nunca nos arrependemos de comprar este (...)
Qui | 28.01.21

Como acabei com os gritos e com o vício na televisão

Purpurina
  Os gritos eram meus pelo que, em princípio, não deveria ser difícil acabar com eles. Bastava que deixasse de exprimir a minha exaltação gritando. Mas não é tão simples assim. Na terceira semana em teletrabalho, em casa, com três filhos pequenos, dei por mim com os nervos todos escangalhados. O facto é que passava boa tarde do dia a gritar com os miúdos, com os miúdos agarrados a mim durante as reuniões e sempre com a sensação de manta curta, sem conseguir fazer nada bem. (...)
Sex | 08.01.21

Quarentena "round 3"- 3 aspetos positivos disto

Purpurina
E lá vamos nós outra vez.  A trabalhar em casa com miúdos pequenos. Vejamos as coisas pelo lado positivo: - Experiência não nos falta. - Se estamos a trabalhar em casa é porque temos trabalho. - Existem tablets. Não me apraz dizer muito mais sobre isto. Talvez não me apeteça falar dos testes feitos a crianças, nos rastreios escolares, muitas vezes com elas tão nervosas e desesperadas que têm que ser agarradas por 4 pessoas. E também não me apetece falar daquela (...)
Seg | 30.11.20

7 dicas para fazer teletrabalho com 3 crianças pequenas em casa

Purpurina
Tal como muitas mães e pais, estive em teletrabalho com os meus filhos pequenos em casa. A mais velha, com 6 anos, está no 1º ano a teve aulas por videoconferência. Não foi fácil, nem simples, nem tranquilo. Foi o possível e, bem vistas as coisas, até correu moderadamente bem. Claro que, se a primeira semana foi um caos total, a segunda semana já correu muito melhor e, quando estavam prestes a voltar à escola, já tínhamos tudo a fluir muito bem. :) Ficam alguns ensinamentos (...)
Sex | 20.11.20

1ª semana de teletrabalho (e escola em casa) com 3 filhos pequenos

Purpurina
Vou dar-vos só uma imagem, de uma pequeníssima parte do meu dia: De manhã, já as crianças comeram e o Milton foi para o trabalho. Estou na reunião da manhã de teletrabalho, com câmara desligada e microfone desligado, só a ouvir, enquanto tento aquecer umas papas de aveia. Os miúdos deviam estar a ver desenhos animados na sala mas, como acontece sempre que estou ocupada, dois deles andam à minha volta a brigar um com o outro. A prioridade é impedir que o Eduardo suba a (...)