Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Sex | 30.09.22

Eduardo #43

Purpurina
De manhã, o Eduardo chega ao pé de mim e diz: "Mãe, fecha os olhos." Leva-me até à sala pela mão e diz-me que já posso abrir os olhos.  Vejo todas as almofadas, que geralmente estão espalhadas pelo chão, perfeitamente alinhadas no sofá. Faço um grande espanto e dou-lhe uma data de beijos naquelas bochechas boas, enquanto o Eduardo se ri,  envergonhado. Meu rico filho. A fazer uma surpresa à sua mãe logo de manhã. Tem 4 anos e já tanto jeito para lidar com as (...)
Qui | 22.09.22

Maria #55 A minha filha prefere que eu grite!!!

Purpurina
Vivo numa luta diária contra a ansiedade e contra os gritos. Os meus, principalmente. Por qualquer coisa, até sem me aperceber, começo a falar alto, mesmo que não seja a gritar. Sempre que estou muito feliz ou entusiasmada, também tenho a tendência para elevar o tom de voz. É uma característica minha. Como podem compreender, é desagradável, tanto para mim como para quem está à minha volta. Por isso, todos os dias tento mudar um pouco. Faço yoga, meditação e, sempre que (...)
Ter | 20.09.22

O manjericão dos vizinhos

Purpurina
Uma das minhas atividades preferidas é observar pessoas. Às vezes, não são propriamente as pessoas que eu observo. Observo as suas casas, os seus objetos pessoais e a forma como estão dispostos.  Gosto de pensar que o faço como quem recolhe matéria prima para um trabalho muito importante. Digamos que o meu trabalho é construir histórias e personagens. Por isso, preciso de recolher todo o material de que for capaz e, as minhas observações, são a melhor técnica de trabalho (...)
Seg | 12.09.22

O que acontece quando eu não interfiro nos planos da família

Purpurina
Um dos meus traços de personalidade mais marcantes é a constante necessidade de controlo. Sou a pessoa das listas, do plano A, B, C e D e da organização ao ínfimo pormenor. Não sou assim em tudo, claro, mas no que me interessa verdadeiramente. Provavelmente quem me conhece melhor pode considerar-me um pouco caótica, mas garanto que é um caos muito controlado. Mas, ontem, num exercício de alguma loucura, decidi não opinar em relação a nada em relação ao final de dia e (...)
Seg | 20.06.22

Adivinham qual é o novo pequeno-almoço preferido dos meus filhos mais novos?

Purpurina
Nestum mel? Bolos lêvedos com queijo de São Jorge? Cereais de chocolate? Bolachinhas com leite? Iogurte grego com fruta? Nada disso. São os novíssimos cereais que apareceram cá em casa, originalmente comprados para mim: farelo de trigo. Sim. aqueles que se assemelham no aspeto e no sabor a tronco de árvore. Desde que os viram em cima da mesa que a Maria e o Eduardo quiseram provar. Gostaram e agora é o que comem de manhã, com leite.  Sempre a surpreender, as crianças. 
Qui | 02.06.22

Fomos jantar fora e mandaram os meus filhos calar!

Purpurina
Jantar num dia de verão, numa esplanada estrategicamente localizada numa rua pitoresca, é uma das minhas atividades preferidas. Se existir uma planta, uma árvore ou alguma verdura por perto, a coisa torna-se quase perfeita! Com os meus filhos um pouco mais crescidos, achei por bem partilhar esta atividade satisfatória com eles. Assim, o Milton e eu decidimos ir jantar fora com os miúdos, num dos muitos restaurantes que existem perto da nossa casa, em Ponta Delgada. Reservámos um (...)
Seg | 20.12.21

A primeira série que vemos em família

Purpurina
O Eduardo tem três anos e, só muito recentemente, começou a ficar sossegado durante os trinta minutos de duração da série que estamos a ver em família. A série chama-se "Mundo Jurássico: Acampamento Cretáceo" e é uma adaptação em animação, do livro Jurássic Park. Todos gostamos muito da série, até o Eduardo, que fica sossegado o tempo todo. Geralmente vemos um episódio por dia, antes dos miúdos irem para a cama, nos dias de semana. À sexta-feira e ao sábado podemos (...)
Sex | 03.12.21

Pessoas fofinhas que encontramos por aí

Purpurina
Entro num café, onde nunca tinha estado antes, e peço ao senhor que está ao balcão um café cheio. Pago e o senhor indica que posso sentar-me. Fico satisfeita com a sugestão. Depois de uma caminhada de 20 minutos, a subir e ao vento, sabe-me muito bem tirar a mochila das costas e sentar-me. Menos de um minuto depois, uma senhora coloca à minha frente um café bem cheio, mesmo com eu gosto, dizendo: "Está aqui, querida." Que delícia de atendimento! Com um gesto, (...)
Qui | 21.10.21

As máscaras que passámos a usar fazem-nos ver as pessoas mais bonitas?!!!

Purpurina
Há cerca de dois anos que, em certos contextos, só vemos as pessoas de máscara. É o caso de cabeleireiras, esteticistas, funcionários de lojas, restaurantes, entre muitos outros. Um dia destes, dei por mim a refletir num fenómeno que achei interessante e que, julgo, atingirá a maior parte de nós. Quando tenho algum tempo para conversar com alguém que está de máscara, imagino o seu rosto de determinada forma, de acordo com as impressões que tenho da pessoa. Se é uma pessoa (...)
Sex | 09.07.21

Um dia de férias

Purpurina
Tirei um dia de férias. Sozinha. E o que é que uma pessoa faz num dia de férias? - Recados, claro. Trocar umas canetas dos miúdos. Comprar umas coisas que estão em falta. Entregar umas faturas no trabalho. Ir à biblioteca buscar 15 livros para os filhos se entreterem depois da escola. Mas não só, que eu ainda não estou maluca. Estava a precisar mesmo de férias, de uns momentos sozinha, nem que fosse uma hora ou duas. De modo que fui, também, tomar o pequeno- almoço com (...)