Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Sex | 11.03.22

Como tirar os miúdos da frente dos ecrãs?

Purpurina
Com uma grande dose de paciência e alguma convicção. Por aqui, temos fases. Nas fases de cansaço extremo, em que queremos só mais 10 minutos para dormir de manhã, o Milton, em modo semi-automático, liga a televisão aos miúdos. Nos dias em que estamos mais convictos e capazes de ouvir umas reclamações mais ou menos agudas, indicamos que não vai haver televisão e que devem entreter-se de uma forma mais rudimentar, que é como quem diz: brincando. A regra costuma ser sempre (...)
Seg | 21.02.22

5 dicas para organizar a roupa das crianças, poupando tempo e dinheiro

Purpurina
Com três miúdos pequenos que dividem o mesmo roupeiro (que não é grande) é necessário uma dose extra de organização. Claro que grande parte do meu tempo fora do trabalho é passado a tratar da roupa, mas posso dizer que o trabalho fica muito facilitado com algumas práticas simples que tenho adotado. Sem mais delongas, vamos a isso: 1- Comprar sempre calças e partes de baixo de cores neutras. Por aqui, compro sempre ganga ou azul escuro e posso conjugar estas cores com (...)
Ter | 14.12.21

Como aumentar a arrumação numa casa pequena

Purpurina
Hoje não partilharei formas de quebrar as regras da física. Essas estão bem definidas e infelizmente ainda não são passíveis de nos permitir fazer de um pequeno espaço infinito. Muitas casas não foram, infelizmente, agraciadas com espaços próprios para arrumação, aquando da sua projeção. Tal não deve ser um motivo para desanimar e deitar as mãos à cabeça. Afinal, existem alguns truques úteis para realizar mais com menos no que toca ao espaço para arrumar todos aqueles (...)
Sab | 14.08.21

5 atitudes minimalistas para o dia a dia

Purpurina
Identifico-me com o minimalismo como estilo de vida e procuro praticá-lo de uma forma que me faça sentido. É um caminho, longo e diário, que gosto de percorrer. Na verdade não é um sacrifício para mim. Gosto de ver a minha vida a tornar-se mais simples, mais organizada e com mais sentido. Falta-me aprender muito e praticar melhor aquilo que aprendi. Ainda assim, há coisas que pratico que fazem uma diferença grande no meu dia a dia. 1- Não fazer stock. Fui educada numa casa (...)
Qua | 24.03.21

Confinamento round #3

Purpurina
As escolas fecharam outra vez. É a terceira vez desde o inicio da pandemia. Agora, em princípio, será por 3 semanas. Estou a encarar isto com um otimismo desconcertante. Explico porquê:  1- No primeiro confinamento era tudo muito novo e assustador. Não fazíamos ideia nenhuma de como iria ser e temíamos que fosse um caos. Foi um caos. Mas nós aguentámos heroicamente. Da minha parte não foi muito heroicamente porque coloquei assistência à família e estive mais dedicada (...)
Qua | 03.02.21

As minhas melhores compras #1

Aspirador de mesa

Purpurina
Estou sempre à procura de coisas que me possam ajudar a manter a casa limpa e arrumada (embora isso seja um objetivo cada vez mais difícil de alcançar, depois de termos ficado os 5 em casa, todo o dia, outra vez). A minha última aquisição foi um aspirador de mesa. Uma maravilha para aspirar migalhas e restos de borracha. Agora que a Lara e a Maria fazem os trabalhos na sala, teria sempre a mesa cheia de "aparas" de borracha, se não fosse o aspirador de mesa. Não é muito (...)
Ter | 05.01.21

Agora sou eu que corto o cabelo às raparigas cá de casa

Purpurina
Incluindo o meu. Durante a quarentena, uma amiga deu-me a ideia e mostrou-me um vídeo com um tutorial para cortarmos  o nosso próprio cabelo, escadeado, em casa. Experimentei primeiro no meu e, algum tempo mais tarde, na Lara e na Maria. Ficou ótimo. Na foto da Lara não dá para ver bem o corte, mas ficou mesmo bem. O facto é que já poupei umas dezenas de euros, ou mais. E pretendo continuar a poupar, pelo menos até nos apetecer ter um corte de cabelo diferente. Para já, (...)
Sab | 02.01.21

Ser minimalista no Natal

Purpurina
Este ano o "Pai Natal" trouxe 3 presentes para cada um dos meus filhos. Existiram anos em que eram o triplo ou mais. Eles rasgavam os papeis das prendas freneticamente só para as deixarem de lado e passarem à seguinte. Não era interessante, não era agradável de ver e creio que não lhes ensinava grande coisa. Para além disso, o desinteresse deles aumentava com o número de presentes. Este ano escrevemos as cartas ao Pai Natal e conversámos bastante sobre o que pedir. A Lara (...)