Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Ter | 08.02.22

O poder da música

Desafio de escrita : 52 semanas de 2022 #6

Purpurina
Desafio de escrita criativa  "52 semanas de 2022" A música tem o poder de comunicar com as pessoas usando um método infalível: as emoções. A música, mais do que qualquer outra forma de arte toca e revolve as nossas emoções de uma forma que nos faz chorar, dançar freneticamente ou  agir massivamente com convição. A música consola, dá coragem e inicia revoluções. P (...)
Seg | 17.01.22

Devíamos ser todos Ringo Starr

Análise muito leviana do documentário: "The Beatles: Get Back"

Purpurina
Dois apontamentos antes de começar a revelar os meus pensamentos sobre o documentário: 1- Para quem não souber, trata-se de um documentário de Peter Jackson (diretor de "O Senhor dos Anéis"), que retrata a gravação do último álbum dos Beatles. A narrativa deste documentário foi construída a partir de mais de 60 horas de imagens e 150 horas de áudio, inéditos. No filme documental vemos os quatro músicos a compor temas novos, num retrato que os humaniza mostrando-os a (...)
Qui | 25.11.21

Diz-me o que ouves (e o que não ouves) e eu digo-te quem és

Purpurina
Quando tinha uns 22 ou 23 anos, conheci um rapaz muito engraçado. Era bonito, interessante, aventureiro, muito bom conversador e tinha aquele ar despenteado e descomprometido de que eu gosto particularmente.  Ele era francês e, com ele, tive a maior conversação de que me lembro, em inglês. Quem me conhece sabe que inglês não é o meu forte, todavia, tagarela como sou, se tiver que ser, torno-me praticamente fluente, mesmo que pelo meio da conversa diga alguns disparates. (...)
Sex | 24.07.20

Uma música, uma série e um livro

Purpurina
Primeiro veio a música - Elephant Gun, de Beirut -, por sugestão do Youtube. Andava a ouvir "Beach House" há dias, ou semanas, e Beirut aparecia sempre nas sugestões. Um dia ouvi. Elephant Gun, uma das primeiras. Depois East Harlem, Postcards from Italy e outras. Como é meu hábito quando oiço músicas de que gosto, fui procurar a descrição de emoções semelhantes às minhas nos comentários do Youtube. Foi aqui que encontrei Capitu, a série que tem Elephant Gun na banda sonora. Depois de Capitu foi fácil chegar ao livro de Machado de Assis:
Sex | 24.01.20

Pessoas inspiradoras #2

Alexa Melo

Purpurina
Parece que cheguei a uma fase fantástica da vida em que, as pessoas que me inspiram são mais novas que eu! Não é maravilhoso? É o caso da Alexa Melo (terá ascendência portuguesa?), uma miúda de uns 20 e poucos anos, que faz covers no Youtube. Esta rapariga seria apenas uma entre milhares de Youtubers que, graças aos tempos maravilhosos em que vivemos, podem fazer o que bem entenderem e difundi-lo facilmente pelo mundo, se não fosse o facto de ser mesmo especial. Chamou-me a (...)
Dom | 01.12.19

Sobre música, concertos e a descoberta do David Fonseca

Purpurina
  Quando era adolescente ia àqueles concertos das festas populares ou então a concertos, em Santarém, dos Xutos e Pontapés, dos Silence 4 ou qualquer outra banda "da moda". Nem precisava de ser da moda porque eu não queria saber da música para nada. Ia aos concertos porque estaria lá alguém que me interessava ver, ou com quem queria estar, e o concerto não era mais que um ponto de encontro. Assim se gastava dinheiro em bilhetes... É o que dá ter 16 anos e poucos sítios onde ir. Ne (...)
Qui | 07.11.19

Pequenas notas mentais #1

Purpurina
Se não tiver tempo para ler um livro inteiro, posso sempre ouvir uma boa música. Caramba! Uma música refresca-nos a alma e coloca tudo, instantaneamente, no sítio certo.  Ando nesta, atualmente.  Depois de ouvir isto sinto-me capaz de levantar voo num  tapete até ao país das maravilhas!
Qua | 05.06.19

...

Purpurina
3 filhos pequenos com 10 meses, 2 anos e 5 anos.  Tarefas que são dos dois, são feitas pelos dois, efetivamente, o que significa fazer tudo menos amamentar. Mas tem que haver sempre tempo para fazer algo só para nós.  É humano.  É essencial.  Eu escrevo coisas.  Ele faz isto.  Já agora... subscrevam o canal do homem. Muito obrigada. :)  
Qui | 21.02.19

5 coisas que tenho a dizer sobre o Conan Osíris

Purpurina
Ora quem vem a ser o Conan Osíris? Sei pouco sobre ele, mas posso partilhar. É um jovem que está a participar na Eurovisão com uma música pouco consensual. Nas suas atuações faz-se acompanhar por um bailarino cuja performance também é pouco consensual. Podemos considerar o Canan Osíris uma personagem daquelas se geram emoções muito fortes: ou se ama ou se odeia. Há quem o compare ao António Variações, há quem considere a sua música inovadora e muito "à frente no (...)
Seg | 14.01.19

Sobre os sítios onde nos perdemos

Purpurina
Depois de jantar e já com as "coisas despachadas", uma pessoa senta-se em frente ao computador para escrever um pouco no blogue. Vou navegando pela net à procura de uma música que acompanhe a escrita e dou por mim a fazer "zapping" no Youtube. Depois deparo-me com isto e fico aqui presa durante quase todo o tempo que ia dedicar à escrita. E começo a divagar sobre a Internet, as Redes Sociais (...)