Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Ter | 27.11.18

A primeira história que a Lara criou

Purpurina
  A Folia do Monstro A Lara tinha ficado comigo em casa e estava a fazer uns desenhos numas folhas, enquanto eu escrevia no computador. Algum tempo depois, já as duas sentadas no sofá, ela diz-me que inventou e desenhou uma história e pergunta-me se eu a quero ouvir. Encantada, digo que sim e começa a Lara, muito baixinho: "A mãe, o Eduardo e a Lara foram dar um passeio mas perderam-se e foram pelo caminho errado. Então apareceu um monstro. O monstro queria colocar-nos numa (...)
Qui | 15.11.18

Duas brincadeiras fantásticas com cartão, a partir dos 2 anos

Purpurina
  Uma característica gira dos miúdos é o facto de se fartarem dos brinquedos muito rapidamente e, o que era um sucesso numa semana, pode ficar esquecido infinitamente durante os meses seguintes. Outra coisa gira dos miúdos (e esta é mesmo gira, principalmente para a nossa carteira) é que não têm preferência nenhuma por brinquedos caros (bom... pelo menos até aos 4 anos, que é a idade da minha filha mais velha). Eles gostam mesmo é de brincar com umas bolas de papel (...)
Dom | 26.08.18

Uma brincadeira a não repetir dentro de casa

Purpurina
Tenho andado a pensar em comprar areia cinética para brincar com as miúdas mas antes disso quis fazer eu areia caseira (comestível) em casa para ver como resultava e se elas gostavam de brincar com aquilo. Misturei farinha de trigo e óleo (mais ou menos 4 canecas de farinha de trigo para meia de óleo) e a areia ficou com uma consistência bem interessante e fofinha. Então coloquei um lençol velho no chão da cozinha, vesti umas roupas velhas às miúdas, distribuí (...)
Sab | 21.07.18

Coisas de irmãs #4

Purpurina
Um destes dias a Lara encontrou a fita métrica do pai e resolveu, sentada no seu "triciclo gato", percorrer a casa toda e medir todos os móveis que encontrava. A determinada altura a Maria sentou-se atrás dela - ainda não sei como cabem ali as duas - e lá foram as duas, medir as coisas. Estavam engraçadíssimas e muito queridas. A Lara toda concentrada a fazer medições e a Maria muito concentrada a ver com atenção tudo o que a irmã estava a fazer. E assim ficaram, nesta (...)