Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Qua | 24.04.19

Eva Luna, o meu primeiro livro "a sério"

Livro 7.jpg

O meu primeiro livro "a sério" foi o Eva Luna, de Isabel Allende. Tinha 13 anos e andava no 8º ano.

A ideia era trazer a Casa dos Espíritos, livro de que tinha ouvido falar na aula de português e que me tinha gerado muita curiosidade. A minha mãe foi à biblioteca busca-lo mas, como não estava disponível, a funcionária da biblioteca sugeriu, e muito bem, que trouxesse o "Eva Luna".

Nunca tinha lido nada assim e, a partir desta leitura, decidi que o mundo e a minha vida haveria de ser aquilo que eu quisesse.

Ler este livro abriu-me horizontes e fez-me mudar completamente a perceção limitada que tinha da realidade. Posso dizer que me libertou a mente para um mundo de possibilidades, o que viria a alterar completamente a minha vida e dar-me uma coragem e uma motivação desmesuradas para seguir sempre a minha intuição.

Li todos os livro da Isabel Allende e ganhei uma predileção pelos autores da América Latina.

Já li centenas de livros de muitos géneros diferentes e a escrita da Isabel Allende ( e do Luís Sepúlveda também) continua a estar no topo das minhas preferências.

Os livros dão-nos tudo o que possamos imaginar e nada os pode substituir. É por isso que tento ao máximo estimular o gosto pela leitura junto dos meus filhos. Tenho a certeza de que, se gostarem de ler, serão muito  mais felizes.

10 comentários

Comentar post