Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Qui | 25.11.21

Diz-me o que ouves (e o que não ouves) e eu digo-te quem és

guitars-g501ccb77f_1280.jpg

Quando tinha uns 22 ou 23 anos, conheci um rapaz muito engraçado. Era bonito, interessante, aventureiro, muito bom conversador e tinha aquele ar despenteado e descomprometido de que eu gosto particularmente. 


Ele era francês e, com ele, tive a maior conversação de que me lembro, em inglês. Quem me conhece sabe que inglês não é o meu forte, todavia, tagarela como sou, se tiver que ser, torno-me praticamente fluente, mesmo que pelo meio da conversa diga alguns disparates. Lembro-me claramente da cara dele, da expressão dele, muito descontraída, enquanto estávamos a conversar, na casa de alguém, ou no sítio onde ele estava a ficar. Lembro-me de sermos umas 5 ou 7 pessoas e de eu ser a única rapariga ali. 

A determinada altura perguntei-lhe de que música gostava ou o que é que costumava ouvir.

Disse-me qualquer coisa como: "Tanto faz, qualquer coisa alegre estará bem."

Nunca mais o vi da mesma maneira. Continuou a ser engraçado, mas muito menos interessante.

A música é, assim, um separador de águas na minha vida. Ajuda-me a definir-me, a encontrar-me e a existir de uma forma mais poética, alegre e corajosa, de acordo com a altura. Ajuda-me, também, a encontrar a minha turma, aqueles que, de alguma forma, veem as coisas com as mesmas formas e tonalidades com que eu as imagino.

Posto isto, eis um pouco do que eu oiço e um pouco do que eu não oiço.

1. A minha música preferida: Paranoid Android
Há anos e anos!

2. A música que eu mais odeio: Please Forgive Me
Se me quiserem torturar, é colocar esta música em repeat.

3. Música que me deixa comovida: So Long, Marianne
Depois de ver o documentário "Marianne & Leonard: Words of Love" não consigo ouvir esta música sem me transformar numa torneira. 

4. Música que me lembra alguém: Humpty Dumpty
A música lembra-me a construção mental que fiz de alguém e de uma altura da minha vida em que eu antecipava  uma história onde "alguém" teria um papel relevante. Acho que, assim, está bem explicado.
Na verdade, não tenho uma música que me lembre alguém fora de mim. Nas minhas memórias eu estou sempre presente como criadora de histórias. Enfim... não consigo fazer grande coisa  em relação a isso.

5. Música que me deixa feliz: To the Top
É um bocado aleatória mas, de facto, anima-me.

6. Música que me lembra um momento: Life on Mars
Sentada, sozinha, num chão de terra (a fazer uma birra embora tivesse uns 21  anos), no Festival Sudoeste. Completamente maravilhada com a música e com a oportunidade de a conhecer assim, ao vivo. Que sorte!!!!  Fiquei logo mais bem disposta e até contente por a "birra" me ter levado até ali. Se estivesse acompanhada, talvez não tivesse prestado tanta atenção naquele momento.

7. Música que me faz dançar: Feed your Head
Entre muitas outras, mas tinha que escolher alguma.

8. Música de que gosto em segredo: Insatiable
Na verdade já não gosto tanto, mas... já tive vergonha de ouvir.

9. Música do meu disco preferido: Climbing Up the Walls
Maravilhosa.

10. Música que ninguém imagina que eu goste: Geni e o Zepelim
Na verdade talvez alguém imagine que eu goste desta música, mas gostava que ouvissem.
É maravilhosa!

 

 

1 comentário

Comentar post