Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Seg | 30.03.20

Coisas de irmãs #8

Purpurina
De manhã as miúdas veem sempre televisão. Felizmente alinharam os gostos por desenhos animados e, neste momento,  são as duas grandes fãs da "Ladybug". Então, pelas 9 horas da manhã, podemos encontrá-las a tagarelar tranquilamente sobre as peripécias da Ladybug. Normalmente, a Maria faz perguntas e a Lara vai-lhe explicando o que está a acontecer. A forma como a Maria olha para a Lara, vendo nela uma verdadeira autoridade sobre o assunto, é uma delícia. São estas (...)
Seg | 02.03.20

10 coisas que são mesmo Hygge para mim

Purpurina
Desde que me lembro de pensar que me interesso pela felicidade (não nos interessamos todos?) e que faço um esforço consciente por estar feliz. Claro que a ideia que tenho hoje de felicidade é bem diferente da ideia que tinha há 10 anos, e há 20. E, arrisco a dizer, que hoje tenho uma ideia de felicidade mais realista e mais serena. Se antes felicidade - para mim - era sinónimo de grandes festas e muitas novidades, agora é muito mais simples e aconchegante do que isso. Geralmente (...)
Seg | 18.11.19

Um dos meus maiores sonhos realizou-se!

Purpurina
Não é o euromilhões! Acho que nunca sonhei em ganhar o euromilhões. Sonho com viagens, com algumas coisas materiais, com mais algum dinheiro, mas nada muito extravagante. O meu sonho também não se realizou na sua essência mas vai-se realizando, de uma forma maravilhosa, através dos meus filhos. Desde criança que sonho ter irmãos. Gostava de ter partilhado os meus dias e os meus brinquedos com um irmão ou uma irmã; alguém com quem pudesse brincar, conversar, fazer tolices e (...)
Qua | 06.11.19

O que eu diria à Carla de há 15 anos atrás

Purpurina
Uma amiga colocou esta foto no Facebook. Foi tirada há 15 anos atrás. Tinha 22 anos e andava na universidade. Nesta foto estão alguns dos meus colegas os quais, graças ao Facebook, não me parecem ter a distância dos quilómetros que nos separam. Não consigo deixar de reparar que, hoje mesmo, vesti uma top igual ao que tenho vestido na foto. Na altura vestia-me quase sempre de preto. Deixei esta cor desde que tive a minha primeira filha. Acho que quis estar mais colorida e leve (...)
Seg | 17.06.19

Irmãos #1

Purpurina
Sempre quis ter irmãos. Desde pequena e até ser adulta. Adoraria ter um irmão ou uma irmã. Hoje, de certa forma, sinto-me a viver a "experiência de ter irmãos" através dos meus filhos. Não será a mesma coisa, claro, mas é muito bom acompanhar a dinâmica de 3 irmãos com idades semelhantes, a crescerem juntos. Estou a aprender exatamente o que é ter irmãos, no seu melhor e também naquilo que é mais desafiante. Irmãos brigam. Muito. Pelas coisas mais "parvas". Por tudo e (...)
Qua | 12.06.19

Lara #23

Purpurina
O Milton contou-me isto: Estava ele a conversar com a Lara, a determinada altura do dia em que estavam só os dois, quando a Lara começa a contar um episódio na escola. Parece que ela se esqueceu do casaco de ginástica num canto e, como os casacos dos colegas são todos iguais, a professora disse-lhe que ela tem que dizer à mãe para o identificar com o nome. Faz sentido. A brincar a professora disse à Lara que qualquer dia vendia a mãe dela. A Lara, depois de dizer isto ao pai, (...)
Dom | 10.03.19

E aplicar o minimalismo aos pensamentos? Isso é que era.

Purpurina
Gosto de pensar que sou minimalista e, de facto, acho mesmo o que sou. Materialmente falando, pelo menos. Tenho poucas coisas: pouca roupa, poucos sapatos, poucos acessórios, poucos móveis e poucos pertences em geral.  Agora há uma secção que me pertence que está mesmo a precisar de ser destralhada: a minha mente. A minha mente bem podia ser minimalista. Tenho tantos pensamentos desnecessários, tantas ideias que não tenho tempo para concretizar que fico zonza só de pensar nisso. (...)
Ter | 20.11.18

Meditem todos os dias

Purpurina
  Comecei a meditar quando tinha 13 anos, no pico da adolescência e de um forte questionamento existencial. Na altura eu lia muito sobre todos os temas. Lia livros documentais, romances, livros de psicologia e até livros de fotografia. Lembro-me de estar na biblioteca antiga de Alpiarça, sentada sozinha numa mesa com um livro enorme do fotógrafo Sebastião Salgado, um livro em que peguei ao acaso e que me deixou fascinada durante horas, completamente presa ao impacto que as (...)
Seg | 24.09.18

Pessoas inspiradoras #1

Purpurina
  Bom dia pessoas bonitas e curiosas,   Parece que o que mais faço ultimamente por aqui é abrir novas rubricas. Pois que seja. Começo por dizer que sou uma pessoa que gosta de se inspirar em outras pessoas. Ajuda-me muito a focar nos meus objetivos ouvir e observar pessoas que, de alguma forma, já estão uns passos à frente no caminho que me proponho a seguir.  A monja Coen é uma dessas pessoas. Desde pequena que me interesso muito por budismo. Vejo-o como uma filosofia e uma (...)