Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Dom | 23.04.17

As minhas filhas têm brinquedos mais do que suficientes

Purpurina
A Lara e a Maria têm mais brinquedos do aqueles de que precisam. Existem muitas crianças que têm muitos mais (certamente muitas crianças terão menos) mas, olhando para todos os brinquedos que têm, sei que são mais do que suficientes. Apesar disso, brincam com todos. Não há nenhum brinquedo com que nunca tenham brincado. Não os tenho todos disponíveis por uma questão de arrumação física e mental. Não temos muito espaço no quarto delas e acredito que se tiverem tudo à (...)
Sex | 03.03.17

Uma grande vantagem de ser minimalista

Purpurina
  É fazer obras em três divisões da casa e conseguir tirar e voltar a colocar tudo no sítio, em cerca de 15 minutos.   A nossa casa ainda está na garantia e os alguns tetos falsos e paredes estavam com um problema de humidade que fez a tinta descolar das paredes. Entretanto vieram uns senhores cá a casa arranjar as zonas afetadas, o que levou dois dias e meio.   Na impossibilidade de sairmos de casa, vimo-nos obrigados a passar os móveis todos para a sala durante a manhã. Ao (...)
Sab | 03.09.16

Minimalismo como estilo de vida

Purpurina
 [caption id="attachment_3907" align="aligncenter" width="564"]   Cada vez me faz mais sentido o minimalismo como um estilo de vida  livre de um consumo desnecessário em que acumulamos tralha em casa e esvaziamos a carteira, em nome de valores que nos têm sido impostos por uma sociedade cada vez mais consumista.Comecei por destralhar a casa há umas semanas atrás.   Livrei-me de muitas coisas que não usava há anos, doando o que estava bom e deitando fora tudo o que, notoriamente, (...)
Ter | 26.04.16

Já comecei a destralhar

Purpurina
Já tinha ouvido falar das febres de arrumações que as grávidas têm a determinada altura. Sinceramente já não me lembro como foi quando estava grávida da Lara mas, neste momento, estou no pico dessa febre.   Apetece-me não só arrumar e organizar, como "destralhar" como se não houvesse amanhã.   A coisa está tão grave que estou com medo de deitar fora metade do conteúdo da casa (gato incluído).Para já, destralhei a sala de estar e o quarto.Na sala, o único móvel que (...)