Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Seg | 03.04.23

8 objetos que um telemóvel veio substituir


cassette-g99f73d22d_1280.jpgHá objetos "antigos" ou "clássicos" que me deixam algumas saudades. As cassetes, por exemplo.

As cassetes são um símbolo da adolescência, da música, da expetativa de ouvir algo novo ou de gravar programas da rádio, o que nos dava a alegria infinita de usufruir das nossas músicas preferidas sem gastar dinheiro.

Como minimalista em formação, o facto de conseguirmos ouvir milhares (ou milhões) de músicas num aparelho tão pequeno como um telemóvel, causa-me sentimentos contraditórios.

Por um lado, fico feliz por não ter de possuir uma data de objetos de plástico para ouvir música, por outro, a quantidade e a facilidade com que acedemos a praticamente tudo o que existe, retira um pouco da magia que sentíamos nos anos 80 (e 90) ao ouvir uma música nova, conseguida com algum esforço. O pouco esforço que é, hoje, necessário para conseguir aceder a muitas  coisas fantásticas retira-nos muitas oportunidades de felicidade.

Mas, como gosto de olhar com mais atenção para o lado positivo das situações, vamos ver alguns objetos que deixámos de ter de comprar por possuirmos um pequeno telemóvel.

1- Relógio
Deixei de usar relógio logo que comecei a ter telemóvel. Sempre achei um pouco sombrio andar com um contador de tempo no pulso, de modo que foi com muito agrado que deixei de usar e comprar relógios.

2 - Despertador
Mais um objeto que o telemóvel substitui brilhantemente. Podemos despertar, agora, ao som de passarinhos, da nossa música preferida ou até através da simulação do amanhecer.

3- Walkman e cassetes 
E cds, Ipods, colunas, aparelhagens e rádios.

4- Máquinas fotográficas e de filmar
Os telemóveis tiram fotos com uma qualidade cada vez melhor e, para pessoas comuns, substituem perfeitamente as máquinas fotográficas, fazendo-nos poupar espaço e dinheiro.

5- Cadernos, agendas e calendários
Hoje em dia temos aplicações para tirar notas, gerir o dia, o mês, a semana, os gastos, o humor, as dietas e tudo o que possamos imaginar.

6- Livros, jornais e revistas
Se o pessoal tiver uma boa visão e não se importar de ler em formato digital, substitui livros e todo o tipo de publicações.

7- Calculadora
E bússola, nível e outras ferramentas.

8- Mapas de papel
Com o meu fraco sentido de orientação, fiquei muito animada com a possibilidade de usar o tablet com um mapa para totós. Lembro-me de, há mais de 10 anos, quando apareceram os primeiros iPads, andar em Lisboa com aquilo a servir de mapa, provocando o olhar, a curiosidade e os comentários de várias pessoas. 

Muitos mais objetos substituídos pelo telemóvel haverão (nem falei do telefone), mas os que mencionei são os que me parecem mais flagrantes.

Se se lembrarem de outros, escrevam nos comentários. 

Desejo-vos uma semana tranquila.