Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Ter | 30.05.17

Ele recebeu um piropo

Purpurina
  Durante as festas do Senhor Santo Cristo, com a Lara com varicela, não tivémos grande oportunidade de sair em família pelo que, ora saía um, ora saía outro.   De modo que, no sábado à tarde, o Milton foi dar uma volta com a Maria no carrinho.   Quando chegaram a casa, ao final da tarde, diz-me ele que recebeu um piropo.    Terá sido mais ou menos assim:   Estava a andar na rua, e passam duas raparigas no sentido contrário, que olham para a Maria no carrinho.   "Olha que (...)
Qua | 27.07.16

Adormecer um bebé ou "Como comecei a fazer karaoke"

Purpurina
[caption id="attachment_4330" align="aligncenter" width="680"] Adormecer um bebé[/caption]Adormecer um bebéCom três semaninhas, a Maria já é cheia de truques e manias, como qualquer bebé.Ela não chora muito tempo seguido mas dá uns valentes berros até que os pais consigam descobrir o que ela quer. Nesse momento deixa de gritar e, não raramente, adormece tranquilamente.Geralmente o seu choro resolve-se com mama, mudança de fralda ou colinho mas existem alturas em que nada a (...)
Ter | 05.07.16

Somos quatro, cinco com o gato

Purpurina
 Isto de tirar selfies a 4 à antiga (isto é, sem "pau de selfie") é complexo. E fiquei a saber, através desta foto, que preciso de usar aparelho para um só dente, aquele rebelde que está sempre a sair nas fotos, bem ali ao meio da boca. E estamos muito felizes! Claro que eu e o Milton estamos a transformar-nos em dois zombies, ele sem dormir mais que uns toscos minutos esta noite e eu, que dormi esta noite umas 2 horas seguidas, sinto-me nova, depois de 3 noites sem dormir (...)
Dom | 01.05.16

Dia da mãe - Sobre o amor

Purpurina
Não sou muito apologista de dias disto e dias daquilo.Naquilo que é importante, todos os dias são relevantes: todos os dias são do pai, da mãe, das crianças, dos namorados, da alimentação, da saúde, etc. Mas, ontem, quando a minha filha chegou a casa com um saquinho com o presente de dia da mãe que fez na creche, não consegui deixar de ficar emocionada. Não propriamente pelo seu talento para artes plásticas, embora a almofadinha com as suas mãos pintadas estivesse (...)