Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Sab | 06.01.18

Lara #20

Purpurina
Estavamos todos na sala e, depois de ler uma história à Lara, pedi-lhe que arrumasse o livro para ir dormir.Ela diz que está muito cansada das mãos. Insisto que deve arrumar o livro, que isso é a sua tarefa de todos os dias.Entretanto a minha mãe liga-me e a Lara pede para falar com a avó.Dou o telefone à Lara e ela começa num discurso enérgico (e um pouco inesperado):"Estou zangada com a mãe. Estou muito cansada porque cansei-me muito na escola e a mãe quer que eu arrume o (...)
Sex | 05.01.18

Como mãe sei que estou a errar mas quero muito fazer melhor

Purpurina
 Tento fazer, todos os dias, o melhor que consigo em relação às minhas filhas.Estou presente, brinco com elas, dou-lhes atenção, mostro caminhos e coloco-as à frente de qualquer outra coisa na minha vida. Nada é mais importante que as minhas filhas.Sei que tenho que lhes dar muito amor, tempo, atenção, educação e cuidados. Também sei que é nos primeiros anos de vida que desenvolvem competências e traços de personalidade que serão muito importantes toda a sua vida.É aqui (...)
Seg | 01.01.18

Maria #9

Purpurina
A última obsessão da Maria são lápis de cor e lápis de cera. Chama-os de "Pá". Deu-lhes este carinhoso nome e recusa-se a usar a palavra lápis para se referir a eles.Por mim tudo bem. Aceito esta teimosia.Digo que é teimosia porque ela diz quase tudo o que ouve. Ainda não fez 18 meses e diz: elefante, macaco, colo, sentar, pintar, caminha, nariz, fralda, livro, amarelo, verde, sapato, casaco. Mas decidiu que os lápis são "Pá". Quando chega da escola pede os lápis, pede um (...)
Sex | 29.12.17

Carla, a cuspir para o ar desde que aprendeu a falar

Purpurina
Um dos meus piores defeitos é ser tagarela. Sou capaz de falar sem parar durante horas. Sobre tudo e sobre nada. Associada a essa característica tenho outra nada abonatória: o julgamento rápido e fácil. Felizmente tenho trabalhado bastante neste meu traço de personalidade e cada vez julgo menos. A vida tem-me ensinado isso a uma velocidade vertiginosa. Posso não compreender algumas atitudes de algumas pessoas mas, não sendo claramente agressivas ou criminosas, abstenho-me de julgar.Todav (...)
Ter | 26.12.17

Coisas que quero ensinar às minhas filhas e uma receita de bolachinhas deliciosas

Purpurina
Sempre tive uma ideia muito romântica sobre esta coisa de educar um ser humano. Achava fantástica esta oportunidade de incutir valores e formas de estar a uma pessoa em formação. Nunca tive ideias românticas sobre a gravidez, a amamentação, os abraços dos filhos, as vezes em que nos dizem espontaneamente que gostam de nós. Claro que passei a amar estas coisas (como não o fazer?) mas antes de as conhecer não pensava nelas. Mas na educação sim.Se calhar (muito provavelmente) (...)
Dom | 03.12.17

Quando cuido das minhas filhas cuido da minha criança interior

Purpurina
Muitas vezes olho para as minhas filhas, principalmente para a Lara que é claramente mais parecida comigo, e vejo a criança que fui. Ou melhor, vejo uma versão muito melhor da criança que fui. Olho para as minhas duas meninas e vejo-me menina, assumo os meus pensamentos, os meus medos e as minhas alegrias de infância. Quando beijo as minhas filhas de noite e lhes digo que são a minha maior felicidade e alegria, estou a fazer exatamente aquilo que me faria sentido como criança.
Ter | 28.11.17

A importância do convívio

Purpurina
Nisto de educar filhos não há mesmo receitas mágicas e regras infalíveis. Isso é mais do que sabido. Continuo a ler livros sobre educação, a trocar ideias com outras mães, a participar em grupos de discussão no Facebook, sobre disciplina positiva, alimentação saudável, etc. Continuo, sobretudo, a aprender muito com as minhas filhas. Acho que, com uma filha de três anos e meio e outra de um e meio (totalmente diferentes uma da outra) ainda tenho mais dúvidas do que certezas.
Qui | 23.11.17

Conversas da Lara #9

Purpurina
  Logo de manhã, assim que a Lara acorda, vou ter com ela e ao trazê-la para a casa de banho para fazer chichi (se calhar é informação a mais). Aproveito para lhe dar muitos abraços e beijinhos. Digo-lhe eu antes que ela se queixe: “Gosto tanto de te dar beijinhos porque és tão fofinha e quentinha… olha como uma girafa bebé (sai-me com esta nem sei porquê).” Diz a Lara: “Uma girafa?! Mas eu nem sequer tenho o pescoço grande como uma girafa!!!!!”
Sab | 11.11.17

A Purpurina recomenda #1

Purpurina
 O blogue Amãezónia.Tem uma rúbrica que tenho ando a ler deliciada: Mães pelo Mundo.Podem ler aqui, o relato de uma mãe em Portugal, recheado de humor como se quer e com o qual me identifico muito.O blogue é sobre maternidade mas tem um tom completamente diferente de todos os outros blogues sobre maternidade: é extremamente bem (...)
Sex | 10.11.17

Elas dão connosco em doidos

Purpurina
Nisto de ter duas filhas pequenas sinto que agora é que estamos "a ver como é que é". Bom... sublinho, sempre, que foi a melhor ideia que já tive na vida e a melhor coisa do mundo isto de ter duas filhas. Mas é também o maior trabalho e o maior desafio que já tive.Elas estão numa idade bem interessante. A Lara, já com personalidade bem definida, quer continuar a controlar o território físico e emocional que sempre foi seu.A Maria, com 16 meses, começa a definir a sua (...)
Sab | 28.10.17

5 ideias para entreter um bebé de 15 meses

Purpurina
 Fruto do tempo, da idade e da creche, a Maria tem apanhado umas "ites" que nos fizeram ficar em casa durante as últimas duas semanas. Felizmente a Maria é uma bem disposta (apesar da personalidade forte) e está a entrar numa fase muito engraçada, em que só quer é folia e brincadeira. Por isso, apesar de não poder sair de casa e estar a tomar medicamentos, está sempre bem disposta e cheia de genica. A questão é entretê-la durante o dia todo, numa casa sem espaço exterior.A (...)
Ter | 17.10.17

15 meses de Maria

Purpurina
 A Maria tem 15 meses, está entre um ano e um ano e meio, aquela idade em que ainda é bebé mas começa, muito rapidamente, a deixar de ser.Parece-me que é nesta idade que a quero pegar ainda mais no colo, dar-lhe mais beijos, fazer-lhe festinhas naquele cabelinho curtinho e castanho, apertar-lhe aquelas bochechas boas uma data de vezes (agora que ainda posso fazer isso porque ela vai deixando).Com 15 meses a Maria surpreende-me todos os dias (não estou sempre a dizer isto?).- (...)
Ter | 10.10.17

A biblioteca voltou a abrir aos sábados! Viva!!!!!

Purpurina
  Chegou outubro e, com outubro o horário de inverno da biblioteca pública de Ponta Delgada. Eu já andava a ressacar imenso com o facto de nunca mais ter ido à biblioteca. Com o horário de verão, em que a biblioteca fecha ao sábado e às 17h00 nos dias de semana, era completamente impossível ir lá. Muito menos com as miúdas. Agora, com os dias de chuva, nada melhor que ir até à biblioteca ao sábado à tarde, explorar os livros e fazer os jogos giros e didáticos que estão (...)
Qui | 28.09.17

Amor de irmã

Purpurina
Ontem, eu e o Milton fomos buscar as miúdas à escola e pegámos na Lara primeiro. Quando chegámos ao pé da Maria, que estava ao colo de uma auxiliar, ela começou logo a rir e a esbracejar toda feliz. E adivinhem quem é que ela começou logo a chamar? A Lara pois claro. Era vê-la a rir com os olhos brilhantes de felicidade e a dizer: “Lara!” repetidamente. Qual mamã e papá. A Lara é que é fixe. 
Seg | 28.08.17

O mau feitio da Maria

Purpurina
 Quando a Maria nasceu achei-a linda.Já nasceu com a cara que tem hoje que, para mim era perfeitinha e maravilhosa, ainda que em nada parecida com a minha.Mas havia uma peculiaridade na Maria: a expressão dela. Ela estava séria, verdadeiramente séria, parecia quase zangada. A verdade é que a Maria não tinha aquele ar de bebé dorminhoco e inocente, ela estava de mau humor com aquela situação toda.Ora bem, quem é que a pode censurar?Durante 9 meses, esteve confortável, quentinha, (...)
Dom | 27.08.17

Fazer férias com várias crianças pequenas - Santa Maria 2017 #4

Purpurina
 Quando surgiu a oportunidade de fazer férias com os nossos amigos que têm dois filhos pequenos achei logo a ideia maravilhosa.  Gosto de pequenos ajuntamentos de pessoas e as melhores memórias que guardo da infância são os momentos em que me juntava com os meus primos e fazíamos uma pequena bagunça todos os dias. São memórias que guardo na mente com muito carinho e que, sem dúvida, me fazem desejar muito proporcionar às minhas filhas uma infância com muito convívio com (...)
Sex | 18.08.17

9 papinhas caseiras para bebés

Purpurina
Nesta página encontram nove ideias de papinhas simples, saudáveis e aparentemente deliciosas para bebés.- Papa de framboesa e pêra- Papa de banana- Papa de batata- Papa de frango- Papa de manga, frutos vermelhos e abacate- Papa de manga, maçã e cenoura- Papa verde- Papa de batata doce- Papa de couveToda estas papas podem ser guardadas no frigorífico até 3 dias e (...)
Qui | 10.08.17

As fadas dos doces

Purpurina
Na creche da Lara, quando uma criança faz anos, os pais levam um bolinho para o lanche dos meninos. As educadoras recomendam sempre que seja um bolo simples, sem cremes e sem recheio. Em alguns aniversários, existem lembranças para todos os meninos. A Lara já trouxe para casa bolachinhas, uma bandelete com orelhas de Minnie, chocolates, pipocas e rebuçados. As educadoras não dão as lembranças às crianças. Em vez disso, colocam-nas nas mochilas para trazerem para casa ao fim (...)
Ter | 08.08.17

Dica para fazer uma menina de 3 anos adorar sopa!

Purpurina
  De há uns meses para cá a Lara começou a fazer grandes filmes para comer a sopa. Que não gostava, que estava quente, que estava fria, que não era boa. Lá a íamos convencendo a comer mas nunca sem algum extra: brincadeiras, recompensas, muita conversa e alguma chatice.Um destes dias lembrei-me de colocar croutons na sopa. Ela achou imensa piada! Tanto foi que, agora, chega a hora de jantar e pede para comer sopa. Vai buscar os croutons ao armário, tira um “para provar” e (...)