Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Dom | 20.05.18

Com 21 meses ela é que escolhe os acessórios para o cabelo

Purpurina
 A Maria começa a ter a franja grande e é preciso prende-la com ganchos.No início ela tentava tirar, mas depois de lhe explicarmos umas dezenas de vezes que não devia tirar, distraindo-a imediatamente com outra coisa qualquer, ela habitou-se e agora já não tira os ganchos.Coloco-lhe um gancho diferente todos os dias (até porque vai deixando alguns na creche) e parece que ela já tem um preferido.Hoje tentei colocar-lhe um gancho amarelinho e ela tirou-o logo sem hipótese de me (...)
Qua | 04.04.18

Coisas de mãe #1

Purpurina
 Tenho uma filha de 4 anos, que tem o cabelo comprido e com o qual já me diverti bastante fazendo todo o tipo de penteados de que me lembrei.Tenho uma filha de 20 meses que mal tem cabelo e não vejo a hora de a ver com o cabelo mais comprido para lhe fazer totós e todo o tipo de penteados possível. Quero fazer-lhe franja (que à Lara não fica muito bem, sai à mãe) e deixar o resto do cabelo comprido para fazer totós e tranças. Já estou a imaginar a Maria com todo o tipo de (...)
Qui | 29.03.18

Maria #10

Purpurina
 A Maria é quase sempre a primeira a acordar o que acontece por volta das 7h00 da manhã.Nos dias de maior cansaço e preguiça, o pai levanta-a e coloca-a na espreguiçadeira, na sala, a ver desenhos animados.Passados uns minutos começamos a ouvir:"Pai! Mãe! Papa aqui!" "Quero papa!"Há lá coisa mais boa?! Esta rapariga saiu-nos super prática: nada de grandes sensibilidades, abraços ou beijos mas é de um pragmatismo chocante. O que lhe interessa é o que lhe interessa e é por (...)
Ter | 27.03.18

Coisas maravilhosas de filhos #1

Purpurina
Entre todas as coisas maravilhosas que eu pudesse imaginar existirem na maternidade, nunca tinha pensado nestas. Estas que são tão simples e tão fantásticas ao mesmo tempo! Estas que não só nos fazem surpreender com as atitudes dos nossos filhos mas também com as nossas e com a nossa capacidade de nos tornarmos seres que não poderíamos reconhecer há uns anos atrás.A maior parte das vezes são coisas tolas, muito tolas mesmo, e as mais felizes de todas as que já vivemos.Segue a (...)
Ter | 20.03.18

Às vezes elas portam-se tão bem!

Purpurina
No sábado de manhã o Milton andava adoentado e ficou a descansar na cama e eu fiquei com as miúdas enquanto ia tratando das coisas "domésticas".Elas passaram a manhã toda a brincar uma com a outra no quarto ou na sala. Eu pude fazer o que tinha que fazer com todo o descanso e serenidade.A determinada altura, eu estava eu no computador e a Lara veio ter comigo e eu perguntei-lhe o que estava a fazer a Maria e se estaria com alguma caneta a riscar o que não devia. Ao que ela responde:
Dom | 18.03.18

Acho as birras da minha filha maravilhosas!

Purpurina
 Eu não sei se isto acontece com todas as mães mas estou numa fase muito caricata da maternidade.A Maria, que tem quase 20 meses, entrou na fase das birras há alguns meses. Mesmo antes dos 18 meses ela já fazia belas birras para obter aquilo que quer.A forma de se expressar é clássica: chora, grita e manda-se para o chão a esbracejar e a espernear.Faz birras pelos mais diversos motivos: não quer vestir-se, quer comer mais bolachas, quer continuar a brincar ou a ver televisão (...)
Sex | 02.03.18

Ela desobedeceu-me e eu fiquei muito feliz com isso!

Purpurina
Estavamos todos na cozinha e as miúdas estavam a acabar de jantar.Dei à Maria uma pêra cortada em 4 pedaços que ela já come bem sozinha mas ela estava mais interessada em brincar com a pêra do que em comê-la. Retirava-a da taça onde estava e brincava com os pedaços nas mãos  sem comer.Ainda a deixei ficar naquilo uns minutos mas depois tirei-lhe a pêra. A Maria começou logo a reclamar por lhe ter tirado o "brinquedo".Nisto a Lara, que tinha estado muito sossegada a observar (...)
Qua | 28.02.18

A Maria aos 19 meses

Purpurina
 19 meses que passaram a voar.A Maria é agora uma menina que ainda parece tão bebé mas já tem atitudes surpreendentes. É bastante autónoma, comunicativa, assertiva e perspicaz.AlimentaçãoContinua a comer bem mas está mais resistente à sopa. Adora pão e queijo e é capaz de gritar por pão e queijo se lhe apetecer comer. Se dizemos que não pode comer mais pão, atira-se para o chão a chorar e a berrar com um ar desconsolado. Achamos muita graça a estas birras mas temos que (...)
Qua | 31.01.18

Creio que devia comprar uma vaca, ou uma cabra, ou uma ovelha

Purpurina
 Se há coisa que adoro comer é queijo.Todos os tipos de queijo: fresco, curado, amanteigado, com bolor, flamengo, fundido, duro, de ovelha, de cabra, brie, feta... tudo.Dêm-me uma mesa de queijos e vinhos com pãezinhos frescos e variados e fazem a minha felicidade. Não peço muito.Cá em casa há sempre queijo. Coloco queijo em tudo: no pão, na comida, nas saladas, nas massas, na sopa e adoro fazer aperiticos com pedaçõs de queijo, azeitonas pretas e nozes.O homem da casa, (...)
Sex | 19.01.18

Elas são completamente diferentes

Purpurina
  As minhas filhas são praticamente o oposto uma da outra. Física e psicologicamente.E nós achamos muita graça a isso. A Lara é toda sensibilidade, abraços e beijinhos, muitos risos e muita brincadeira. É preciso ter muito cuidado com a forma como lidamos com ela porque fica aborrecida com a mais pequena coisa (isso para mim, que tenho a sensibilidade de um hipopótamo, é um grande desafio). Por outro lado acorda e adormece com beijinhos e abraços, pede-nos para lhe fazermos (...)
Seg | 01.01.18

Maria #9

Purpurina
A última obsessão da Maria são lápis de cor e lápis de cera. Chama-os de "Pá". Deu-lhes este carinhoso nome e recusa-se a usar a palavra lápis para se referir a eles.Por mim tudo bem. Aceito esta teimosia.Digo que é teimosia porque ela diz quase tudo o que ouve. Ainda não fez 18 meses e diz: elefante, macaco, colo, sentar, pintar, caminha, nariz, fralda, livro, amarelo, verde, sapato, casaco. Mas decidiu que os lápis são "Pá". Quando chega da escola pede os lápis, pede um (...)
Sex | 08.12.17

Ela chama-me "Carla"

Purpurina
  Ainda no outro dia nasceu. Gordinha e muito séria. Linda!Durante muitos meses era muito agarrada a mim, só queria o meu colo e era eu que lhe dava maior conforto.Por volta dos 16 meses apanhou a fase "Pai" que ainda está agudíssima. Vai para a porta chamar pelo pai, pergunta várias vezes pelo pai durante o dia e, quando vamos os dois buscá-la à creche, se me vê primeiro pergunta logo pelo pai.A noite passada não dormimos nada: eu, o Milton e a Maria. Ela está com bronquiolite (...)
Sab | 02.12.17

A Maria e o pai

Purpurina
Aos 17 meses, a Maria entrou definitivamente na fase “Pai”. Se antes era completamente agarrada a mim e só queria o meu colo, agora mal tira a vista de cima do pai começa logo a chamá-lo insistentemente. É uma coisa cómica de ver: ri-se com ar envergonhado quando ele faz brincadeiras, se eu lhe peço um beijinho diz-me que não e tenta dar antes ao pai e outras coisas que tais. É muito giro de ver, tendo em consideração que , fisicamente e tirando a barba, a Maria é uma (...)
Sab | 25.11.17

As nossas manhãs doidas

Purpurina
As nossas manhãs são mesmo muito doidas. Até temos uma rotina mas, mesmo assim, levamos cerca de duas horas desde que nos levantamos até sairmos de casa. Ultimamente a Lara acorda a meio da noite e vem para a nossa cama. Acaba por dormir lá o resto da noite (o que a mim não me incomoda nada) mas até adormecer faz uma conversa, dá uma festinha, quer um abracinho e um monte de miminhos aos quais não resistimos e com certeza retribuímos mas, a soneca que é boa e necessária vai (...)
Sex | 10.11.17

Elas dão connosco em doidos

Purpurina
Nisto de ter duas filhas pequenas sinto que agora é que estamos "a ver como é que é". Bom... sublinho, sempre, que foi a melhor ideia que já tive na vida e a melhor coisa do mundo isto de ter duas filhas. Mas é também o maior trabalho e o maior desafio que já tive.Elas estão numa idade bem interessante. A Lara, já com personalidade bem definida, quer continuar a controlar o território físico e emocional que sempre foi seu.A Maria, com 16 meses, começa a definir a sua (...)
Qui | 09.11.17

16 meses de Maria

Purpurina
  Um destes dias eu e o Milton estávamos com as miúdas a brincar no quarto. Entretanto começámos a conversar mais animadamente (e mais alto) e ouvimos: “Calma!”. Assim, pronunciado de uma forma perfeita: “Calma!” Fiquei espantada a olhar para a Maria. Ver aquela menina pequenina, com cara e tamanho de bebé, a pronunciar corretamente cada vez mais palavras e a aplica-las corretamente causa-me uma admiração enorme. Na creche já nos tinham dito que ela imitava tudo o (...)
Dom | 05.11.17

Com um ano, a miúda já é gulosa!

Purpurina
 Com um ano, a miúda já é gulosa! Com a Lara, que tem agora 3 anos e meio, habituei-me a comer gelados à vontade. Não os como todos os dias mas, no verão, até posso comer todas as semanas. Ela não gosta, acha demasiado frio, e mesmo que lhe ofereça o mais certo é recusar. No outro dia fomos almoçar fora os quatro e o menu de criança da Lara incluía um mini gelado que ela, naturalmente, não quis. Preparo-me para comer o gelado, toda contente, quando olho para o lado e (...)
Ter | 17.10.17

15 meses de Maria

Purpurina
 A Maria tem 15 meses, está entre um ano e um ano e meio, aquela idade em que ainda é bebé mas começa, muito rapidamente, a deixar de ser.Parece-me que é nesta idade que a quero pegar ainda mais no colo, dar-lhe mais beijos, fazer-lhe festinhas naquele cabelinho curtinho e castanho, apertar-lhe aquelas bochechas boas uma data de vezes (agora que ainda posso fazer isso porque ela vai deixando).Com 15 meses a Maria surpreende-me todos os dias (não estou sempre a dizer isto?).- (...)
Qui | 28.09.17

Amor de irmã

Purpurina
Ontem, eu e o Milton fomos buscar as miúdas à escola e pegámos na Lara primeiro. Quando chegámos ao pé da Maria, que estava ao colo de uma auxiliar, ela começou logo a rir e a esbracejar toda feliz. E adivinhem quem é que ela começou logo a chamar? A Lara pois claro. Era vê-la a rir com os olhos brilhantes de felicidade e a dizer: “Lara!” repetidamente. Qual mamã e papá. A Lara é que é fixe. 
Qui | 28.09.17

Como a Maria resolve os seus problemas

Purpurina
A Maria, com quase 15 meses, tem uma forma peculiar de contornar a realidade que não lhe apraz. Percebemos a sua técnica no fim de semana passado quando fomos passear nas Portas do Mar, ao fim da tarde. A determinada altura encontrámos uma coleguinha da escola dela, com os pais. Naturalmente parámos a conversar um bocadinho e a mãe da coleguinha, que sempre foi muito querida e simpática com a Maria, começou a falar com ela. E a Maria o que fez? a) Riu-se e pôs-se a tagarelar, (...)