Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Sab | 16.06.18

Maria #11

Purpurina
 Falta um mês para fazer dois anos e, há uns dias, sentei-a pela primeira vez à mesa numa cadeira das nossas, com duas almofadas sobrepostas.Também foi a primeira vez que lhe dei cereais dos nossos (uma espécie de cereais com fibra, com pedaços de amêndoa e mel, com pouco açúcar).Comeu sozinha e direitinha, como uma menina grande. :DA Maria não deixa de me surpreender com a sua postura de menina séria e crescida. Na creche já me tinham dito que lhe achavam imensa piada por (...)
Dom | 10.06.18

Diferenças entre as minhas filhas

Purpurina
As minhas filhas são muito diferentes. Física e psicologicamente. Já estamos habituados a que assim seja e até gostamos muito de ter filhas com características tão diferentes, mas não deixo de me espantar pela forma como essa diferença se manifesta em tudo.Quando vamos até à praia a Lara enfia-se logo na areia: rebola, manda areia ao ar, faz buracos, bolos de areia... enfim, quando chegamos a casa ela tem areia por todo o lado, metida nas unhas e colada à cabeça. É assim (...)
Sab | 09.06.18

Ela "arrumou" o quarto todo sozinha

Purpurina
A Lara chegou ao pé de mim toda feliz e disse que tinha arrumado o quarto todo.Disse-me para ir ver e eu fui.À porta, deparei-me com este belo cenário:   Andando mais um pouco deparei-me com o "segredo" do método. A Lara enfiou os brinquedos todos no berço da Maria! Perante este cenário hilariante não pude fazer outra coisa que não dar-lhe umas dezenas de beijos. Coisa mais safada e fofa da sua mãe. :D     
Qui | 31.05.18

Quando um castigo é uma coisa mesmo boa!

Purpurina
  Já nem me lembro das razões, só do castigo. Naquela tarde e até ao dia seguinte nada de desenhos animados (o que havia de se prolongar por vários dias) e nada de leitura de histórias. Eu e o Milton estávamos sempre perto das miúdas, como sempre, mas elas estavam por sua conta no que dizia respeito ao seu entretenimento (embora o castigo fosse só para a Lara). Não estávamos zangados ou de cara feia. Simplesmente explicamos que seriam aquelas as consequências de determinado (...)
Seg | 28.05.18

As conversas da Lara #7

Purpurina
 Um destes dias a Lara, muito séria, a olhar nos meus olhos e a falar muito devagar diz-me:- Mãe, não quero que digas à Maria que ela também vai tomar conta do bebé. Quando o bebé nascer a Maria ainda é muito pequenina e quem vai tomar conta do bebé sou eu.Eu: Ok 
Dom | 27.05.18

A Maria aos 22 meses

Purpurina
 Com 22 meses a Maria evoluiu bastante em muitas coisas.O que notámos primeiro foi a sua disposição. A personalidade continua forte e decidida mas, de repente, deixou de acordar mal disposta e a reclamar. Acorda sempre bem disposta, umas vezes fica em silêncio sentada, de olhos abertos, a observar as coisas à sua volta ou a brincar com as chuchas e objetos que estão numa bolsa ao lado do berço e, outras vezes, fica a cantarolar e a falar sozinha até alguém a ir tirar do berço.E (...)
Qua | 23.05.18

Os pais de hoje

Purpurina
 Serão os pais de hoje muito diferentes dos pais de há 20 ou 30 anos atrás?Se calhar a maior parte sim, mas talvez nem seja assim tanto.O facto é que não sei dizer como eram a maioria dos pais de antigamente, tampouco como são todos os pais de hoje. Mas posso dizer como é o pai que temos cá em casa.Nas coisas que faz é bem parecido com a mãe, na personalidade e forma de agir, é bem diferente. E ainda bem.Ora vejamos:- O pai cá de casa cozinha, passa a ferro, limpa a casa, lava (...)
Qui | 17.05.18

O "café" da Lara

Purpurina
 A Lara, tal como todas as crianças, quer imitar os adultos em tudo.Quando a mãe bebe café, ela também quer café.Faço-lhe então o seu café com água e cevada, ou outra mistura de cereais sem qualquer cafeína, ou faço-lhe um chá de funcho, sempre numa chávena de café.Ela fica toda feliz e satisfeita. :D