Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Seg | 16.07.18

Que belo piquenique de São João!

Purpurina
A creche da Maria organizou um piquenique de São João, aberto a familiares e amigos das crianças da creche.Gravidíssima e de pés inchados por causa do calor, achei que era melhor não ir mas a educadora da Maria, com toda a sua sabedoria e boa vontade, insistiu um pouco com o Milton e ainda bem que o fez porque o piquenique foi mesmo muito giro!Fomos com um casal de amigos que também tem dois filhos pequenos (tenho que lhes pedir autorização para colocar os nomes aqui porque falo (...)
Sab | 31.10.15

Um mês de creche - O que mudou na minha vida

Purpurina
 Um mês depois da Lara ter entrado na creche a nossa vida mudou bastante... para melhor. Normalmente ouço as pessoas a contarem como lhes é penoso deixar os filhos na creche, como sentem o coração apertado, como sentem saudades. Até me poderia sentir mal a dizer isto (não sinto) mas o facto é que a creche, para já, me parece uma coisa fantástica.As primeiras duas semanas foram mais difíceis. A Lara não comia na creche, chorava quando a deixávamos lá e quando a ia (...)
Sab | 19.09.15

Na segunda semana de creche já caímos todos que nem peças de dominó!

Purpurina
 Primeiro foi a Lara. Durante um piquenique, no domingo, começou a vomitar. Fomos para casa onde continuou a vomitar atè à noite. No dia seguinte diarreia. Na quinta, foi ele. O dia todo, mais que verde, de cama. Ontem, fui eu. Ainda fui trabalhar, estive numa reunião (suspeito que devia parecer um fantasma qualquer dos filmes de terror chineses) e, logo à hora de almoço, já estava mandada para cima da secretária (isto dito assim ... parece um bocado mal) a tentar (...)
Sab | 12.09.15

Primeira semana de creche

Purpurina
 A uma semana de fazer 18 meses, lá foi a Lara para a creche. Claro que eu estava um pouco ansiosa, sem saber como ela iria reagir e, sobretudo, sem saber como eu iria reagir se ela não gostasse da creche ou chorasse muito sempre que a deixássemos lá. Tivemos a possibilidade de fazer a coisa aos poucos e, nos primeiros dois dias ela foi apenas duas horas, no terceiro dia foi durante a manhã e no 4º e 5º dias já foi o tempo todo. Logo no primeiro dia, quando a fui levar, (...)