Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Sab | 12.08.17

Somos tão originais

Purpurina
Que, na noite de festa branca em Ponta Delgada, em vez de ir vestida de branco como exigia o protocolo, fui disfarçada de ventríloco. :P  
Sex | 11.08.17

Lapsos de mãe

Purpurina
  Apesar de ser mãe de segunda viagem, ainda tenho esquecimentos dignos de uma amadora. No outro dia calhou irmos dar uma voltinha à noite, com as miúdas e os respetivos lanches. Chegou a hora de dar papa de fruta à Maria e… eis que nos esquecemos da colher. Como bons portugueses que somos desenrascámos a coisa com meia bolacha Maria, transformando uma falha numa deliciosa colher comestível. :P  
Qui | 10.08.17

As fadas dos doces

Purpurina
Na creche da Lara, quando uma criança faz anos, os pais levam um bolinho para o lanche dos meninos. As educadoras recomendam sempre que seja um bolo simples, sem cremes e sem recheio. Em alguns aniversários, existem lembranças para todos os meninos. A Lara já trouxe para casa bolachinhas, uma bandelete com orelhas de Minnie, chocolates, pipocas e rebuçados. As educadoras não dão as lembranças às crianças. Em vez disso, colocam-nas nas mochilas para trazerem para casa ao fim (...)
Ter | 08.08.17

Dica para fazer uma menina de 3 anos adorar sopa!

Purpurina
  De há uns meses para cá a Lara começou a fazer grandes filmes para comer a sopa. Que não gostava, que estava quente, que estava fria, que não era boa. Lá a íamos convencendo a comer mas nunca sem algum extra: brincadeiras, recompensas, muita conversa e alguma chatice. Um destes dias lembrei-me de colocar croutons na sopa. Ela achou imensa piada! Tanto foi que, agora, chega a hora de jantar e pede para comer sopa. Vai buscar os croutons ao armário, tira um “para provar” (...)
Sex | 04.08.17

O primeiro banho de mar da Maria

Purpurina
  Foi tão giro! Poucas coisas são tão mágicas e especiais como ver um bebé a viver experiencias pela primeira vez. A reação deles é impagável! :P No sábado foi a vez da Maria sentir a água do mar nos pés e nas perninhas (como foi a primeira vez não quis molhar muito). A Lara já tinha ido à água e estava ali ao nosso lado, toda contente a ver como reagia a Maria. O primeiro desafio superado foi colocar a Maria com os pés na areia sem ela chorar. Na última vez que (...)
Seg | 31.07.17

Como é a Maria com um aninho

Purpurina
  A Maria, aos 12 meses, é a menina mais fofa e refilona que se pode imaginar. Andar não é com ela. Gatinhar também não. A não ser na aranha. Na aranha, faz maratonas inteiras (sempre connosco a vigiar). Fala bastante: mamã, papá, papa, cocó, caca, bebé, cão, pato, olá, adeus, pé, não, já tá, dá, toma, banana, macaco... Basicamente, ela imita tudo o que tiver uma pronúncia simples e fá-lo praticamente na perfeição. Achamos que canta, porque entoa ritmos com a voz (...)
Sex | 28.07.17

As vergonhas que passamos com os nossos filhos

Purpurina
  Numa bela tarde de domingo decidimos ir beber café e comer um gelado à Quinta dos Açores.     Um café e um gelado de Queijada da Vila para mim, e um mini cone de gelado de maçã e canela para a Lara.   A Lara não quis o gelado que comprámos para ela (ultimamente não anda muito voltada para doces). Perguntámos se queria mais alguma coisa. Não quis.   O Milton comeu o gelado que era para ela antes que derretesse.   Passado algum tempo diz que quer o gelado. Quando percebeu (...)
Qui | 27.07.17

Rotina alimentar da Maria aos 12 meses

Purpurina
    - 7h30: papas de aveia com fruta - 11h30:  sopa com carne ou peixe + papa de fruta - 15h00:  2 iogurtes naturais ou 1 iogurte com fruta ou bolacha - 19h00:  sopa de legumes + papa de fruta Algumas considerações - O leite que bebe é meio gordo, normal, nas papas de aveia caseiras. Vou experimentar dar-lhe leite simples, para ver se bebe. Antes era leite materno até aos 11 meses. - Os iogurtes são naturais, sem açúcar adicionado. - Come carne ou peixe na sopa ao (...)
Qua | 26.07.17

Gritos, gritos e mais gritos

Purpurina
  E eu que pensava que já me tinha safado sem grandes birras (cuspi para o ar aqui) eis que me deparo com um fim de tarde de intensa berraria. Fomos buscar a Lara e a Maria quase às 19h00. Estávamos cansados, depois de um dia mais chato, e com um humor menos interessante. Em casa, era preciso fazer uma cama de lavado (Lara tinha feito chichi), arrumar e lavar roupa, cozinhar o (...)
Seg | 24.07.17

Uma praia perfeita nos Açores

Purpurina
Fica na Ribeira Grande, nas piscinas municipais. Sim, é uma praia que faz parte de um complexo de piscinas. E são piscinas fantásticas: uma enorme para todos, duas de crianças,  uma só para de saltos e a praia, que fica numa pequena baía, rodeada por uma paisagem maravilhosa. Mal consigo acreditar que nunca ali tenha estado antes! Fomos este sábado, os quatro, armados com a casa às costas, logo de manhã. Acho que fomos os primeiros a entrar. Colocámos o chapéu e a tenda na (...)
Dom | 23.07.17

Tenho cá para mim que andamos a fazer um bom trabalho

Purpurina
    Pelo menos é nisso que quero acreditar. O que se passa é que a Lara não liga nenhuma a doces. Até aos 2 anos praticamente não comeu nada com açúcar adicionado (à exceção de bolacha Maria e mesmo assim com muita parcimónia). Não foi fácil fazer isso e ainda passei por uma ou outra situação menos agradável, como uma vez em que num café lhe deram um chupa chupa (tinha ela 18 meses) e ficaram ofendidos porque eu não a deixei comer (e ela nem estava a insistir porque (...)
Dom | 16.07.17

Peculiaridades da maternidade #1

Purpurina
  Acordamos de manhã e reparamos que a de 3 anos fez chichi na cama. Levo a miúda para a banheira, ainda meio a dormir, visto-a  e coloco-a no sofá, onde pretende continuar a dormir (uma vez que na noite anterior levantou-se da cama 20 vezes e só decidiu dormir depois das 23h00). Já com as duas miúdas no sofá, dou as papas de aveia às duas ao mesmo tempo, mas a Maria, de um ano, come 4 vezes mais depressa que a Lara, que faz uma bola com a comida na boca e não mostra grande (...)
Sex | 14.07.17

Identifiquei-me com esta mãe... e não foi pelos melhores motivos

Purpurina
  Ao fim de semana, e mesmo durante a semana ao fim da tarde, gostamos de ir passear com as miúdas a um jardim que tenha parque infantil com baloiços e escorregas. Foi o que fizemos no sábado.   A Lara, igual a ela própria (e como qualquer criança) é toda ela energia e macacadas. Tenho feito um exercício interessante que consiste em deixar a Lara estar “à vontade” sem andar sempre atrás dela a limitar-lhe os movimentos e a pedir-lhe cautela.   Claro que lhe faço (...)
Sab | 08.07.17

Sim, eu sei que uma mãe perfeita nunca faria isso mas não resisti…

Purpurina
  A Lara está numa fase em que não quer dormir sozinha. Depois de lhe contarmos uma ou duas, ou três, histórias ela recusa-se a ficar na cama sozinha até adormecer. Muitas vezes ficamos com ela mas, na maior parte delas, ela quer é brincadeira e acabamos por ter que usar alguma assertividade para ela ficar sossegada e dormir. Existem dias em que tentamos que fique sozinha na cama até adormecer. Nestas alturas ela levanta-se da cama, vem ter connosco à sala ou á cozinha, e (...)
Qui | 06.07.17

A Maria já tem 1 ano

Purpurina
   Nem sei como passou o tempo! Olho para ela e vejo-a com a mesma carinha que tinha quando nasceu, tão gordinha e gostosa como há um ano atrás. Com um aninho a Maria está uma bebé gostosa, boa e cheia de personalidade. Já diz muitas coisas e tenta imitar tudo o que dizemos. Diz: mamã, papá, Dá cá, Já tá, cocó, papa, não, cão, gato, pato, pé, chucha e outras palavras simples que nos lembremos de lhe ensinar. Tem 3 dentinhos e quase um quarto a nascer. Come muito bem e, (...)
Ter | 04.07.17

O desfralde noturno da Lara

Purpurina
  Quando fizemos o desfralde da Lara, aos dois anos, creio que podíamos ter esperado um pouco mais. Ela ainda não falava muito e não avisava se tinha vontade de fazer chichi ou cocó. Fizemos porque nos disseram, na creche, que estava na altura. Correu mais ou menos (falei disso aqui, aqui
Qui | 29.06.17

Às vezes ter duas filhas é mais fácil que ter só uma

Purpurina
    Quando o dia é aborrecido, estou sozinha com a Maria doente em casa, sem grande êxito para a entreter e, quando chega a Lara, ela ri e esperneia de satisfação.   Quando as coloco no parque e ficam a brincar as duas, perfeitamente entretidas, a entenderem-se numa linguagem própria e, sobretudo, felizes e tranquilas.   Isto delas já brincarem juntas é uma coisa que me surpreende sempre! A Maria tem quase um ano e a Lara já tem três mas, mesmo assim, não esperava que se (...)
Qua | 28.06.17

Ela olha para a sopa como se estivesse a ver unhas de rinoceronte no prato

Purpurina
Já tinha lido e ouvido falar bastante sobre isto. Sobre esta fase (por volta dos 3, 4 anos) em que os miúdos parecem não querer comer nada.   A Lara está nessa fase. Ela sempre comeu bem e de tudo. Podia não apreciar especialmente a sopa mas comia-a sem reclamar se tivesse qualquer coisa para lhe dar graça: queijo, massinhas, fruta ou croutons.Agora nem assim. Assim que vê a sopa, abre muito os olhos, faz um ar verdadeiramente horrorizado de quem está a ver um enorme e peludo (...)
Ter | 27.06.17

Cortei-lhe o cabelo curtinho

Purpurina
O Milton já andava há algum tempo a querer cortar o cabelo da Lara bem curto mas eu ainda não tinha tido coragem. Aos 3 anos, finalmente tinha o cabelo a chegar às costas, o que para além de dar um ar super feminino e querido, dava para fazer montes de penteados amorosos. Por outro lado, estava com algum receio da Lara perder a cor dourada do cabelo com o corte, já que as pontinhas eram as mais clarinhas. Mas tive que concordar que o melhor era cortar-lhe o cabelo. Nunca lhe (...)
Dom | 25.06.17

Sim, aos 3 anos continuo a não dar doces à minha filha

Purpurina
    Sempre tive plena consciência de que os doces não fariam parte da alimentação das minhas filhas, assim como não fazem da minha e da do pai. Comigo, nem sempre foi assim. Até à idade adulta comia doces praticamente todos os dias. Não estou a falar de comer uma sobremesa ou um bolo por dia. Estou a falar de comer sacos cheios de caramelos de nata, gomas ou chocolates em menos de nada. Sempre fui muito gulosa (ainda sou) e tenho verdadeira compulsão por comida. Até que, (...)