Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Dom | 16.04.17

A nossa Páscoa é feita do melhor que temos, todos os dias.

Purpurina
Para não sair do registo habitual, posso dizer que estes feriados da Páscoa foram exatamente iguais a grande parte dos nossos fins de semana e feriados.Basicamente fizemos aquilo que nos faz mais felizes, a todos:- Estivemos juntos, os 4, a brincar, a passear e a fazer parvoíces em conjunto (o que torna tudo mais aceitável e menos embaraçoso).- Estivemos com outros membros da nossa família mais chegada.- Comemos docinhos e outras coisas boas. Foi tempo da Lara comer um chocolatinho, (...)
Sex | 31.03.17

Coisas de irmãs #3

Purpurina
 A Maria pode passar o dia aborrecida mas, assim que a Lara chega a casa, ri-se para ela às gargalhadas toda contente. A Lara, orgulhosa, faz palhaçadas para a irmã se rir ainda mais.Quando a Maria a vê subir para a nossa cama, já sabendo que vai por-se ali a pular, começa logo a rir-se com um sorriso que é único e dedicado apenas à irmã.  “Vê Maria, vê!” diz a Lara, várias vezes ao longo do dia, fazendo caretas, mostrando novas habilidades e brinquedos à irmã.
Qui | 12.01.17

Manual de Educação Intemporal

Purpurina
Encontrei este poema de Dorothy Law Nolte nos dois livros que li do pediatra Mário Cordeiro e fez-me logo todo o sentido. Nem podia ser de outra forma.   Por mais que pesquisemos e nos informemos sobre vários modelos e teorias de educação, nenhum conhecimento teórico vai superar os efeitos do nosso exemplo na educação e desenvolvimento da personalidade dos nossos filhos.   Eles aprendem o que nos virem fazer. Eles confiam em nós mais do que em qualquer outra pessoa e o que (...)
Sab | 31.12.16

Coisas (extremamente fofinhas) de irmãs #2

Purpurina
 Dizem que os nossos filhos são os nossos melhores espelhos e já tive muitas oportunidades de constatar isso, nas melhores e nas piores coisas. A Lara imita-nos muitas vezes na forma como lidamos com ela, ou sendo fofinha ou repreendendo outras pessoas ou o gato, como nós fazemos com ela.Bom... nem todos os comportamentos serão uma imitação nossa porque nunca lhe batemos  e ela teve uma fase em que nos batia quando era contrariada - felizmente já passou - mas muitos são, sem (...)
Sex | 16.12.16

Coisas (extremamente fofinhas) de irmãs #1

Purpurina
 Ontem foi um dia especialmente agitado e passámos boa parte dele no carro entre passeios e visitas a amigos. A determinada altura a Maria começa a chorar e eu vou para o banco de trás, entre as cadeiras de carro dela e da Lara, e começo a brincar com a Maria para a distrair. Eventualmente ela pára de chorar e começa a dar gargalhadas.A Lara, de 2 anos e meio, costuma meter-se com a irmã e falar com ela quando estamos todos no carro. Vendo-me ali, metida entre as duas diz: "Mãe (...)
Ter | 20.09.16

A consideração que ele tem por mim...

Purpurina
Nota-se nestas pequenas coisas.Imaginem estes cenários:Situação 1Estou na cozinha e vou fazer queijadas. Tiro do armário o frasco do açúcar e o frasco da farinha para usar depois de untar as formas.Entretanto a bebé começa a chorar. Vou ver o que se passa e eventualmente ficar uns minutos a entretê-la. Volto à cozinha para fazer as queijadas e encontro o balcão sem a farinha e o açúcar. O Milton, como sempre, fez o favor de arrumar as coisas que eu estava a utilizar.O pensa (...)
Sex | 05.08.16

O melhor que podemos dar aos nossos filhos

Purpurina
 Para além de cuidar das suas necessidades básicas como a alimentação, a saúde e a educação devemos dar-lhes muito amor.Parece uma coisa básica (e é, sem dúvida) mas não é tão fácil como parece.Desde que sou mãe que sei mais sobre o amor dos pais pelos filhos. Sei como é, que ele existe mesmo quando não se manifesta em gestos e palavras e que ( salvo exceções que quero acreditar que são mesmo muito raras) todos os pais e mães amam os filhos mais do que tudo na vida. 
Ter | 05.07.16

Somos quatro, cinco com o gato

Purpurina
 Isto de tirar selfies a 4 à antiga (isto é, sem "pau de selfie") é complexo. E fiquei a saber, através desta foto, que preciso de usar aparelho para um só dente, aquele rebelde que está sempre a sair nas fotos, bem ali ao meio da boca. E estamos muito felizes! Claro que eu e o Milton estamos a transformar-nos em dois zombies, ele sem dormir mais que uns toscos minutos esta noite e eu, que dormi esta noite umas 2 horas seguidas, sinto-me nova, depois de 3 noites sem dormir (...)