Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Sab | 02.09.17

Os nossos dias de férias "em casa"

Nestas férias maiores, de agosto, estivemos 10 dias em Santa Maria e o resto do tempo em São Miguel, onde vivemos. Posso, por isso, dizer que estivemos "em casa" nas férias.

Claro que viver em São Miguel dá todo um novo sentido a isto de passar as férias "em casa".

Viver em São Miguel, cada vez mais, é sentir que estamos todos os dias de férias. Há tanta coisa para fazer, sítios tão bons onde ir, comida tão boa para degustar, que acredito que para muitas pessoas o difícil seja sair daqui nas férias (não é o nosso caso, ainda assim).

Então o que é que fizemos estando "por casa"?

Muitas coisas:

Fomos até à fábrica de chá do Porto Formoso. Estranhamente, nunca tinha lá estado e adorei! Aquele sítio tem uma beleza mágica. Por ser um sítio relativamente pequeno é ainda mais pitoresco e bonito. Recomendo a toda a gente que passe por lá num dia de sol e beba um chá com biscoitos com uma vista fantástica sobre o mar e as plantações de chá. É qualquer coisa de surreal.
Ainda é possível passear pelo jardim ali à volta e encontrar uma casa na árvore (à qual tentei subir através da escada que lá estava mas era mesmo difícil ou a minha forma física não ajudou nada).

Fomos até à Poça da Beija que já está diferente desde a última vez que lá fui. Está completamente voltada para o turismo, com o dobro do preço, com uma loja de recordações muito bem apetrechada mas também com piscinas novas e um cenário (agora menos natural) bastante bonito e competente. 

Confesso que nos primeiros minutos, quando vi ali tantos turistas num sítio que antes era tão privado deu-me vontade de chorar. A sério. Tive que me controlar. Mas depois, quando consegui um lugar fixe entre duas italianas e um casal de nórdicos, num canto da piscina com vista, percebi que não era assim tão mau estar de molho, a relaxar, a 2 cm de outras pessoas. :) Eu e o Milton estivemos lá muito bem, a conversar descontraidamente, sem nos sentirmos numa lata de sardinhas. Menos mal. É tudo uma questão de hábito.

Petiscámos bastante aqui e ali e comemos gelados artesanais italianos mesmo bons.

O Milton fez pupusas e estavam divinais! Para primeira experiência correu mesmo muito bem! Tão bem que ficou combinado que a partir de agora ele é que cozinha em casa. Chega a ser um atentado ao paladar ser eu a cozinhar em casa depois das pupusas que ele fez. :D

E brincámos com as miúdas, fomos à praia, fomos a piscinas (de água fria e água quente) e passeámos muito, essas coisas corriqueiras que fazem parte do quotidiano de um micaelense comum. :D

IMG_4263.JPG

IMG_4261.JPG

Mousse de chocolate maravilhosa.

IMG_4266.JPG

Gelado artesanal de lima e coco.

IMG_4284 (1).JPG

Gelado artesanal de chocolate preto e uma mistura de sabores com amêndoa, biscoito e mais qualquer coisa. Muito bom.

IMG_4283.JPG

O Chá nas plantações do Porto Formoso.

IMG_4249 (1).JPG

IMG_4246.JPG 

IMG_4247.JPG

IMG_4253.JPG

 

 Este fui eu que fiz, o de sempre e melhor de todos: bolo de alfarroba. Ficou delicioso!

IMG_4312.JPG

IMG_4221.JPG

IMG-4232.JPG
 

 



1 comentário

Comentar post