Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Dom | 12.11.17

Carla, a dar barraca desde os anos 80

arquipelago 7.jpg


Nisto de ser mãe tenho uma grande vantagem a meu favor (ou não): sou um bocadinho infantil.

Gosto de brincar, gosto de correr como os miúdos e num instante me coloco ao nível deles. E, depois, acabo por levar com uns choques de realidade caricatos, como aconteceu no outro dia.

Estavamos a levar as miúdas para a escola, de manhã, e eu levo a Maria ao colo, enquanto o Milton vai mais à frente com a Lara.

Resolvemos fazer uma brincadeira e eu começo a correr com a Maria ao colo, no corredor, fingindo que persigo a Lara.

A Lara ri, a Maria dá gargalhadas e parece-me uma maneira muito divertida e desejável de começar o dia.

 

Só que não.

No corredor outrora vazio, surge uma mãe com um menino de uns 6 ou 7 anos.
O menino volta-se para mim e diz: "Não se corre nos corredores."

E eu respondo: "Pois não. É algo terrível de se fazer. Não se faz isso." 

Eu sorriu e a mãe dele também enquanto o adverte de que não devia ter dito aquilo. 

Lá dei eu mais uma barraca.
De facto não se corre nos corredores.
Mas é divertido.

 

 

 

2 comentários

Comentar post