Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Vinil e Purpurina

Parafernálias sobre a minha vida e a minha mente.

Seg | 09.04.18

Um presente que foi uma desilusão e se tornou numa coisa fantástica!

Purpurina
 A Lara fez 4 anos e desta vez tivemos muita dificuldade em decidir o que queríamos oferecer-lhe.Ela não tem muitos brinquedos mas, na nossa opinião, tem os suficientes e não há nada que lhe faça falta. Não nos fazia sentido comprar algo só porque sim, por obrigação de aniversário. Para nós seria sempre mais interessante passar o dia com ela a fazer as coisas de que ela mais gosta mas ela e nós estivemos doentes durante umas duas semanas e não pudemos fazer nada de especial.El (...)
Dom | 08.04.18

Viver mais devagar: um dos meus objetivos para este ano

Purpurina
 Sempre me lembro de ser elétrica: física e mentalmente. Ando (ou andava) sempre em passo apressado, tento estar sempre a fazer o máximo de coisas que consiga para ter tempo livre, tempo esse que utilizo para fazer ainda mais coisas...Sempre levei à letra a máxima "Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje".Estou a mudar, aos poucos.O meu objetivo, agora, é mais não deixes para amanhã o que podes desfrutar, descansar e relaxar hoje. Faço mesmo um esforço consciente para (...)
Sab | 07.04.18

Como entreter um bebé de 20 meses

Purpurina
 Macarrão ou outras massas maioresVários recipientes de plásticoVárias colheresSe possível uma chucha para evitar que coloquem as massas na boca (é preciso estar sempre atento).Depois é vê-los entretidos a passar as massas de um lado para o outro durante muitoooo tempo.
Qua | 04.04.18

Coisas de mãe #1

Purpurina
 Tenho uma filha de 4 anos, que tem o cabelo comprido e com o qual já me diverti bastante fazendo todo o tipo de penteados de que me lembrei.Tenho uma filha de 20 meses que mal tem cabelo e não vejo a hora de a ver com o cabelo mais comprido para lhe fazer totós e todo o tipo de penteados possível. Quero fazer-lhe franja (que à Lara não fica muito bem, sai à mãe) e deixar o resto do cabelo comprido para fazer totós e tranças. Já estou a imaginar a Maria com todo o tipo de (...)
Ter | 03.04.18

Se pudesse escolher só uma marca para comprar roupa era esta!

Purpurina
Desde que descobri a Desigual - já não sei onde nem como - que me identifiquei logo com as roupas e passei a comprar mais peças desta marca do que de qualquer outra.Compro quase sempre quando existem descontos e cheguei a ter uma coleção muito jeitosa de peças da Desigual, na maior parte vestidos.E o que é que gosto na Desigual? Tudo: as cores com o preto por base, a malha super confortável, o design giro, jovem e colorido e todo o estilo urbano e descomprometido de todas as coleções.
Ter | 03.04.18

Brincadeira Montessoriana a partir dos 3 anos

Purpurina
 O que é preciso:- Algumas marmitas ou copos de plástico numerados (usei 6 mas pode ser mais)- Objetos pequenos (usei pompons)- Opcional: Uma pinça ou algo para pegar nos objetos pequenos (usei palitos para comer comida chinesa com elásticos)A ideia é a criança preencher os copinhos com o número certo de pompons.A Lara gostou muito da atividade mas despachou-a em pouco tempo. :) Para a próxima usarei 10, 15 ou 20 copinhos para fazer render a atividade.   
Seg | 02.04.18

Na lancheira da Lara #1

Purpurina
1 pacote de leite meio gordo (aos 4 anos ainda não bebeu leite com chocolate)4 bolachas caseiras de laranja sem açúcar1 triângulo de queijo1 ovo cozidoPalitos de pãoSultanas douradas Este não é um lanche típico de escola. É mais um lanchinho que levamos ao fim de semana se formos fazer um programa maior.A ideia é que a Lara possa ir petiscando ao longo da tarde, repartindo o lanche conforme lhe vá apetecendo.   
Sab | 31.03.18

O sapo apaixonado: um livro maravilhoso sobre as emoções!

Purpurina
 Numa das tardes passadas na biblioteca descobri uma coleção de livros bem antigos onde o protagonista é um sapo.Pelo que percebi todas as histórias tratam de um sentimento diferente e, para primeira experiência com esta coleção, resolvi trazer para casa o livro "O sapo apaixonado" para ler à Lara.E apaixonámos-nos as duas pelo livro. :) Que história maravilhosa e bem contada!Todas as emoções inerentes ao "estar-se apaixonado" são retratadas no livro de uma forma tão querida (...)
Sex | 30.03.18

Bolachas de laranja

Purpurina
Bolachinhas sem açúcar, adoçadas com xarope de agave (que usei pela primeira vez).Estão aprovadas pela malta cá de casa e especialmente por mim que as achei fantásticas. Optei por não as deixar cozer muito para ficarem mais com a consistência de biscoito do que de bolacha e pareceram-me perfeitas.Segue a receita: 130g de farinha de arroz170g de farinha de trigo 2 colheres de chá de fermento em pósumo e raspa de uma laranja100g de xarope de agave (podem colocar menos porque o (...)
Qui | 29.03.18

Uma história de verão da minha infância e a lei da atração

Purpurina
 A infância é acompanhada por uma crença maravilhosa de que tudo o que desejamos - brincar - é permitido e bem visto. Nenhuma criança se preocupa muito com a pertinência das suas brincadeiras e muito menos se são "bem vistas" pelas outras pessoas.Creio que ainda sou muito infantil e claramente com 13 anos ainda acreditava que podia brincar como quisesse sem grandes constrangimentos. Não era bem assim.Num domingo de verão eu (com cerca de 13 anos), os meus pais e a minha melhor (...)
Qui | 29.03.18

Maria #10

Purpurina
 A Maria é quase sempre a primeira a acordar o que acontece por volta das 7h00 da manhã.Nos dias de maior cansaço e preguiça, o pai levanta-a e coloca-a na espreguiçadeira, na sala, a ver desenhos animados.Passados uns minutos começamos a ouvir:"Pai! Mãe! Papa aqui!" "Quero papa!"Há lá coisa mais boa?! Esta rapariga saiu-nos super prática: nada de grandes sensibilidades, abraços ou beijos mas é de um pragmatismo chocante. O que lhe interessa é o que lhe interessa e é por (...)
Qua | 28.03.18

"La Casa de Papel": o que tenho a dizer sobre a série de que todos falam

Purpurina
 Tive curiosidade em relação a esta série depois de ler em alguns blogues que era muito interessante (e  até viciante) e por ser espanhola (gosto bastante de cinema espanhol).E, de facto, graças a uma gripe que me deixou de rastos e sem conseguir dormir durante uns dias, vi a série de seguida em 3 dias. Mas... não posso dizer que tenha considerado a série uma obra fantástica. Longe disso.A história é pouco original mas, ainda assim, poderia ter potencial: um assalto (...)
Ter | 27.03.18

Coisas maravilhosas de filhos #1

Purpurina
Entre todas as coisas maravilhosas que eu pudesse imaginar existirem na maternidade, nunca tinha pensado nestas. Estas que são tão simples e tão fantásticas ao mesmo tempo! Estas que não só nos fazem surpreender com as atitudes dos nossos filhos mas também com as nossas e com a nossa capacidade de nos tornarmos seres que não poderíamos reconhecer há uns anos atrás.A maior parte das vezes são coisas tolas, muito tolas mesmo, e as mais felizes de todas as que já vivemos.Segue a (...)
Seg | 26.03.18

Afinal aquela compra fantástica não foi assim tão fantástica #1

Purpurina
Há uns tempos - provavelmente há mais de um ano - falei aqui de uma compra fantástica que tinha feito: um estendal para aplicar na janela e estender a roupa no exterior. Usei-o durante uns 3 anos.Como no nosso apartamento não há varanda nem temos máquina de secar roupa, secar a roupa no inverno ( e mesmo no verão) era muito complexo.Com a compra do estendal de janela vimos o nosso problema resolvido. Sempre que não chovia estendiamos a roupa no estendal e em cerca de um dia a roupa (...)
Sab | 24.03.18

Estou mesmo aborrecida com isto! 8 razões pelas quais o tele marketing me enerva

Purpurina
 São muito poucas as coisas que me enervam hoje em dia. O tele marketing é uma delas.Sempre me enervou imenso e nunca consegui muito bem lidar com esta questão, por mais que tente. Já experimentei várias abordagens, já me tentei divertir com a situação, já tentei resolver as coisas e encurtar a conversa de uma forma sensata e razoável e já tentei ser gentil ao máximo mesmo sentindo-me bastante chateada com a situação. Mas, na maior parte das vezes, sinto que sou (...)
Sex | 23.03.18

Como anda a organização desta casa , depois do método KonMari

Purpurina
   Desde que adotei o método KonMari nunca mais houve verdadeira desorganização em casa. Deixo-vos um ponto da situação em forma de lista: As gavetas continuam arrumadas e o roupeiro organizado. A gaveta de cima é uma das minhas. Todas aquelas camisolas estavam penduradas anteriormente e ocupavam imenso espaço, para além de não as poder ver todas e tão bem como agora. Livrei-me de um módulo de gavetas da casa de banho e sinto uma leveza incrível. O módulo tinha partes de (...)